Próxima viagem: Fim da quarentena e retomada do turismo – Veja como está sendo em diversos países

0

Atualizado em

Times Square NY fim da quarentena
Times Square em Nova York, no dia 31/05/2020, começando a entrar no processo de fim de quarentena. Foto: Fabio Angheben / Dicas Nova York

Enquanto no Brasil ainda vivemos um período de muitas incertezas e aumento de casos de covid-19, diversos países no mundo, especialmente na Europa, Oceania e América do Norte, começam realizar o fim da quarentena e lockdown, para entrar numa “nova normalidade”, com a redução da curva de contágio do novo coronavírus.

Para entender como está sendo essa reabertura e como deve ser a retomada do turismo pelo mundo, falamos com diversos brasileiros que vivem em diferentes países, para entender como está sendo essa nova fase em cada local.

Além de nos informar, isso nos ajuda a entender também como deve ocorrer o fim da quarentena no Brasil e o que podemos esperar no futuro.

Confira abaixo então os relatos de brasileiros na Austrália, Alemanha, Canadá, Espanha, Estados Unidos, Hong Kong, Itália, Nova Zelândia, Portugal e República Tcheca, contando como esses locais estão realizando o fim da quarentena e a retomada do turismo, interno e externo. Confira!

Fim da quarentena e retomada do turismo pelo mundo: veja relato de brasileiros no exterior

Novo coronavirus China

1-) ALEMANHA

A Camilian Pereira, do blog Destino Munique, mora em Munique na Alemanha. A quarentena começou por lá no dia 16/03/2020 e ainda não acabou. De acordo com a Camilian, “as medidas estão sendo “afrouxadas” aos poucos, mas continuamos com algumas restrições. Estas medidas estão mais flexíveis desde 11 de maio”.

– Qual fase está atualmente da reabertura?

Estamos na fase da reabertura de escolas, salões de beleza, restaurantes, entretenimento (museus, palácios) e turismo dentro da Alemanha, além de termos o contato com a família em locais públicos. As empresas continuam mantendo home Office ou revezamento a ida aos escritórios.

– Quais serão as demais fases?

Reabertura das pré escolas, academias/esporte e fronteiras com países vizinhos.

– Qual seu sentimento em relação a reabertura?

Como Munique tem registrado pouquíssimos casos nas últimas semanas, aliado à reabertura de mais estabelecimentos comerciais, sinto uma sensação de que realmente está passando a fase crítica.

– Como está o turismo atualmente em Munique? Há previsão de reabertura para estrangeiros? Se sim, como será feito?

Não há previsão para estrangeiros ainda aqui na Baviera. A partir do feriado de Corpus Christi será liberado o turismo na Baviera (estado o qual Munique é capital). Cada estado na Alemanha tem a autonomia de determinar as suas medidas.

– Outras observações:

De 15 em 15 dias as medidas vem sido revisadas pelo ministério da Baviera, de acordo com os efeitos das medidas restritivas x decréscimo ou acréscimo dos casos de infectados no estado.

2-) AUSTRÁLIA

A Mirella Matthiesen, blogueira do Viajoteca e Mikix, mora em Brisbane, na Austrália.

Embora algumas pessoas chamarem de lockdown, ela acredita que tiveram por lá um isolamento social bem restrito, já que podiam sair para fazer exercício diariamente do lado de fora, além sair para comprar serviços essenciais. As restrições começaram lá no dia 13/03/2020, e a partir do dia 01/05/2020, começaram a afrouxar as medidas.

Qual fase está atualmente da reabertura?

Hoje, dia 26/Maio, estamos no estágio 1 de reabertura, que começou dia 15/Maio.

Exemplo do que podemos fazer no estágio 1:

  • Viajar até 150 quilômetros de casa para day trips (viagem bate-volta – não pode dormir), mas somente dentro do estado que vivemos.
  • Receber até 5 visitantes dentro da sua casa, sem contar os residentes
  • Funerais podem ser presenciados por até 20 pessoas em ambiente fechado ou 30 pessoas em ambientes abertos.
  • Até 10 pessoas em lugares como: casamentos, piscinas, espaços públicos, exercícios em grupo do lado de fora, bibliotecas, trilhas, igrejas, playgrounds.
  • Restaurantes, lojas, salões de beleza e inspeções de casas podem receber até 10 clientes por vez.

– Quais serão as demais fases?

É importante ressaltar que os estados que estão definindo a estratégia de reabertura do isolamento. Aqui em Queensland, onde vivo, temos mais dois estágios pela frente. Aqui há o passo a passo e as datas previstas para cada novo afrouxamento, incluindo o retorno as aulas, que está acontecendo baseado no ano escolar que a criança atende.

Os próximos passos vão acontecer de forma a ir aumentando o número de pessoas em lugares públicos, dentro de casa e em eventos, começando com 20 pessoas no dia 12/Junho até chegar a 100 pessoas dia 10/Julho.

– Qual seu sentimento em relação a reabertura?

Me sinto também extremamente privilegiada e grata por morar em um lugar bom e tendo tudo o que preciso. Há muitas pessoas, mesmo aqui na Austrália, que estão sofrendo, incluindo muitos estudantes brasileiros que perderam emprego e não conseguem mais pagar aluguel, refeições etc.

Ás vezes me sinto mal de estar na rua fazendo ginástica, encontrando amigos nos parques e começando a voltar a vida “normal”, enquanto minha família e amigos no Brasil estão dentro de casa e tentando se proteger como podem. É uma sensação muito esquisita de estar feliz com o afrouxamento da Austrália e indignada com a realidade do Brasil.

– Como está o turismo atualmente onde mora? Há previsão de reabertura para estrangeiros? Se sim, como será feito?

No momento, aqui em Queensland, nós só podemos fazer day trips até 150km de casa, isso significa que o mercado de turismo está bem restrito, especialmente na área da hotelaria. A partir do dia 12/Junho, poderemos viajar até 250km de casa e com possibilidade de pernoite, o que começará a ajudar os hotéis e outros business envolvidos.

Sem dúvida, o mercado de turismo na Austrália está sendo um dos mais impactados, especialmente quando pensamos nas queimadas que aconteceram entre o final de 2019 e início de 2020, são mais de 6 meses de baixa!

No dia 22/Maio, o comitê de turismo da Câmara de Comércio Australiana atualizou o calendário proposto para reabertura dos serviços relacionados ao turismo. Se for aprovado, a perspectiva é que a fronteira se abra em Julho para a “bolha da Oceania” denominada Trans-Tasman (Austrália, Nova Zelândia e ilhas do Pacífico Su), em setembro para países fora de perigo e 15/dezembro para todo o mundo.

3-) CANADÁ

A Milena Duarte, do blog Magali Viajante vive em Vancouver no Canadá. Por lá, a quarentena começou no dia 17/03/2020, quando foi declarado estado de emergência. Desde o dia 18/05/2020 começou o processo de reabertura na cidade. 

– Em qual fase está atualmente da reabertura?

Estamos atualmente na fase 2 da reabertura. São 4 fases no total. Essa segunda fase, que deve acabar e progredir para a próxima ainda em junho, permite os seguintes itens, por exemplo: Encontros de amigos e familiares em grupos de até 6 pessoas, Comércio, Restaurantes e bares com até 50% da capacidade (com mesas de no máximo 6 pessoas e mantendo distanciamento social de pelo menos 2 metros entre as pessoas), Salões de cabeleireiro, Escritórios, Museus e Praias e parques.

É importante dizer que mesmo com a abertura de todos esses negócios acima, ainda há o protocolo de segurança que deve ser mantido, como usar mascara (não obrigatório), lavar as mãos, manter distanciamento social e ficar em casa se estiver doente.

– Quais serão as demais fases?

A Fase 3 (junho a setembro) só acontecerá caso o número de casos se mantenha estável ou em declínio. Nela, serão liberadas as viagens dentro da província, com hotéis, resorts e parques com área de camping reabrindo em junho.

Outras áreas que terão abertura permitida nessa fase são:cinema e orquestras, exceto grandes shows (julho), faculdades e universidades com um mix de aulas online e presenciais (setembro), por exemplo. 

Já a Fase 4 (sem data determinada ainda) só acontecerá quando houver vacina em larga escala ou imunidade comunitária, onde será permitido atividades que requerem grande número de pessoas, como shows, convenções, jogos e outros tipos de esportes com público, além do turismo internacional.

– Qual seu sentimento em relação a reabertura?

Apesar do governo aqui estar sendo bastante eficaz e comprometido com a reabertura segura e controlada para manter a saúde da população, ainda estamos um pouco apreensivos com a reabertura.

Hoje, dia 11 de junho, estamos há seis dias sem mortes, porém ainda temos novos casos diariamente.

Eu voltei a trabalhar do escritório essa semana e ainda não tenho coragem de usar transporte público, por isso tenho ido de bicicleta para o escritório. Entrar em lugares cheios ainda me deixa um pouco ansiosa. Segundo o governo, há a possibilidade de uma segunda onda em setembro, com o final do verão e todos estão se preparando para isso.

As coisa estão indo muito bem por aqui, mas ainda há um clima de incerteza no ar.

– Como está o turismo atualmente em Vancouver? Há previsão de reabertura para estrangeiros? Se sim, como será feito?

Vancouver é uma cidade turística e a maior parte da economia vem do setor de turismo e atualmente não há turismo de nenhum tipo por aqui. As cidades pequenas que ficam lotadas durante o verão tem pedido para que as pessoas de outras cidades não as visitem por enquanto. O governo está pedindo para manter somente viagens que são estritamente essenciais. 

Mesmo dentro do Canadá, não é recomendado viajar para outras províncias e algumas fronteiras terrestres estão fechadas para viagens não essenciais, especialmente províncias menores e isoladas, que tem um número maior de população de risco, como Yukon e Northwestern Territories.

Não há previsão ainda de abertura para estrangeiros. As fronteiras com os EUA estão fechadas ainda sem previsão de reabertura, e todos que cruzem a fronteira por causa de viagens essenciais devem se isolar por 14 dias. Além de pessoas que estão viajando por motivos essenciais, também é permitido que pessoas que tenham parentes diretos no Canadá (cônjuges, pais e filhos) entrem no país, desde que não tenham sintomas.

Viagens internacionais não são recomendadas e diversos rotas foram canceladas, inclusive todos os voos da Air Canada que vão para o Brasil estão cancelados até o final de julho.

Todas as pessoas que chegam ao Canadá precisam fazer quarentena de 14 dias sob pena de multa de até 750 mil dólares e/ou seis meses de prisão.

Esta proibida a entrada de turistas no Canada ou de qualquer outra pessoa que não esteja prestando um serviço essencial, que não tenha um visto de estudo ou trabalho, que não seja residente permanente ou cidadão canadense.

Vancouver também é conhecida por receber muitos cruzeiros durante o verão e não há previsão de quando os cruzeiros serão permitidos por aqui.

– Outras observações:

O Canada Post, os Correios daqui, não estão aceitando receber e nem mandar documentos ou encomendas para vários países. Infelizmente o Brasil está nessa lista. São mais de 60 países com serviço suspenso no momento, incluindo Brasil, Uruguai, Rússia, Filipinas, Peru e Argentina. 

4-) ESPANHA

A Fabia Fuzeti, do blog Estrangeira, vive em Barcelona, na Espanha. Lá, houve lockdown no dia 15/03/2020, sendo que ficaram 48 dias dessa forma.

Nesse novo período, eles estão em fase de desconfinamento gradual desde o dia 27/04/2020 para crianças, e desde 02/05/2020 para adultos, para passeios de 1 hora num raio de 1km, ou para fazer exercícios.

– Em qual fase está atualmente da reabertura?

A Espanha está uma parte na Fase 1 e outra da Fase 2. Barcelona, Madrid e algumas outras regiões com maior densidade demográfica demoraram duas semanas a mais que o resto do país para sair da fase 0.

Agora está permitido abrir a área externa dos restaurantes e bares, com 1/3 da capacidade, sempre mantendo 2 metros de distância entre as pessoas. As lojas com até 400 metros quadrados estão abertas. Locais de culto também voltaram a funcionar com 30% da capacidade.

Bibliotecas, museus e centros culturais estão autorizados a abrir com capacidade reduzida, mas ainda não abriram pois precisam de mais tempo para se adaptar.

– Quais serão as demais fases?

Ainda passaremos pela Fase 3 até chegar na nova normalidade. Na fase, 2 bares e restaurantes podem abrir a área interna (com capacidade reduzida). Aumentará também a capacidade de público nos estabelecimentos e as pessoas podem se deslocar para suas casas de campo ou praia, desde que seja na mesma província, além de poderem ser feitos casamentos com até 10 pessoas.

Quando estivermos na fase 3, finalmente poderão abrir bares e casas noturnas, os shopping centers e a capacidade dos locais serão aumentadas.

– Qual seu sentimento em relação a reabertura?

Aliviada. É maravilhoso poder sair na rua, caminhar. Agora com a reabertura das lojas podemos comprar coisas que faltavam ou se quebraram durante o lockdown.

Ainda temos várias restrições de horários, sendo que muitas lojas funcionam apenas pela manhã e a maioria dos bares e restaurantes não estão funcionando porque não vale a pena abrir. Muitos não tem área externa ou com a redução de capacidade só poderiam usar 1 ou duas mesas, então preferem permanecer fechados. Mas estamos muito melhor que há 3 semanas!

– Como está o turismo atualmente em Barcelona? Há previsão de reabertura para estrangeiros? Se sim, como será feito?

Tudo parado. Por enquanto as praias estão fechadas, assim como as atrações e quase todos os hotéis. O governo anunciou que vai abrir as fronteiras para a comunidade europeia em julho, mas não disse data exata. Por enquanto, quem chega precisa fazer 14 dias de quarentena.

5-) ESTADOS UNIDOS

O Fabio Angheben, do blog Dicas Nova York, mora em Nova York, que foi o epicentro da pandemia da covid-19 nos Estados Unidos. A quarentena começou na cidade no dia 13/05/2020 (não houve lockdown por lá) e vai entrar agora na fase 1, a partir do dia 08/06/2020.

– Qual fase está atualmente da reabertura?

Vamos entrar na fase 1, no dia 08 de junho, que vai liberar apenas a construção civil e retirada em de produtos nas lojas, sem a possibilidade de entrar. Só nessa abertura o prefeito informou que volta a circular de 200 a 400 mil trabalhadores em NYC.

– Quais serão as demais fases?

Serão 4 fases. As fases dependem de diretrizes específicas como diminuição de uso de leitos de UTI, queda na taxa de infecção (está em 6%, já foi 70% dos testados), entre outros fatores. Por isso, não tem datas específicas para cada fase.

– Como você está se sentindo com a reabertura?

Ainda estamos em casa, saímos apenas 2 vezes nos últimos 65 dias, e enquanto não baixar o índice de infecção na cidade vamos continuar com saídas pontuais e com muita cautela.

Não temos pressa nesse momento, vivemos dias muito tensos e agora que chegou a primavera / verão, percebemos que todos querem sair das casas. NYC está muito vazia sem o turismo, são menos 5 milhões de pessoas circulando por mês, então os moradores conseguem fugir de aglomerações e curtir os parques da cidade com tranquilidade.

– Como está o turismo atualmente em Nova York? Há previsão de reabertura para estrangeiros? Se sim, como será feito?

O turismo está totalmente parado, sem previsão de retorno, somente parques e áreas livres estão abertas, desde que respeite o distanciamento social e o uso de máscaras que é obrigatório em todos os lugares. Restaurantes, atrações e tudo que envolve o turismo está fechado sem previsão de abertura para estrangeiros. Os voos da Europa, China e Brasil estão proibidos por tempo indeterminado.

– Outras observações:

A prefeitura está distribuindo máscaras de graça para toda população e também servindo pratos de comida de graça para todos, não importa status, condições financeiras ou qualquer outra coisa.

NYC será a última cidade do Estado do NY a entrar na fase 1, até porque aqui foi o epicentro da pandemia no mundo e os governantes estão cautelosos com a abertura e possível segunda onda.

6-) HONG KONG

A Paula Augot, do blog No Mundo da Paula, vive em Hong Kong, território autônomo no sudeste da China. Por lá, ocorreu quarentena no fim de março e não houve lockdown como em muitos lugares.

O comércio ficou aberto o tempo todo e apenas escolas, museus e atrações turísticas fecharam. Restaurantes, SPAS e academias tiveram restrições em alguns momentos. Por exemplo, os restaurantes ficaram abertos mas durante algumas semanas só podiam ter até 4 pessoas por mesa. Também colocaram paredes de vidro ou deixaram metade das mesas vazias.

– Em qual fase está atualmente da reabertura?

As escolas voltaram dia 27 de maio. O comércio continua aberto e shoppings nunca foram fechados. Os museus reabriram mas ainda tem alguns fechados. A Disney está fechada desde janeiro e sem previsão de abertura. Estão com MUITA cautela aqui.

– Qual seu sentimento em relação a reabertura?

Eu me sinto SUPER segura. Andar por um lugar onde apenas 4 pessoas morreram é um privilégio nesse momento.

O uso de máscara sempre foi comum por aqui e desde janeiro todo mundo sai com máscara. Você inclusive não entra nos lugares se não estiver com máscara, sendo que também medem a temperatura nos locais. Inclusive aqui no meu prédio, eles faziam isso com todo mundo, mesmo se você entrar diversas vezes por dia.

– Como está o turismo atualmente em Hong Kong? Há previsão de reabertura para estrangeiros? Se sim, como será feito?

Nenhuma previsão ainda. Apesar da pandemia ter sido leve aqui, está tudo sendo tratado com muita cautela e ainda não há previsão de reabertura para estrangeiros.

– Outras observações:

Moradores que vieram de alguma viagem internacional para Hong Kong, foram obrigados a ficar de quarentena em casa, monitorados com um bracelete eletrônico e GPS por 14 dias. Eu voltei do Brasil poucos dias depois dessa lei entrar em vigor e fui obrigada a ficar 14 dias em casa, sem poder inclusive atender a porta.

O bracelete continua em vigor e agora eles também testam todo mundo. Passamos quase um mês aqui sem nenhum novo caso de contágio local, então em relação ao Covid, acho que estou no lugar mais seguro do mundo. 🙂

7-) ITÁLIA

A Ana Venticinque, do blog Vou pra Roma, vive na capital italiana e a Deb do Segredos da Itália, vive em Turim. Na Itália, houve lockdown no dia 08/03/2020 e no dia 18/05, eles entraram na segunda etapa, com reabertura gradual do comércio.

– Em qual fase está atualmente da reabertura?

Eles entraram na fase 3 (veja abaixo). Como a Ana comenta “Estávamos até então na segunda etapa da Fase 2, quando finalmente todos os negócios puderam reabrir, respeitando todas as regras de segurança obviamente. Pessoas puderam sair livremente, sempre respeitando 1 metro de distância e evitando agrupamentos. Além também da obrigatoriedade do uso da máscara em locais fechados ou locais abertos, quando você não conseguir manter a distância mínima de 1 metro das pessoas.

– Quais serão as demais fases?

A fase 3 começou agora no dia 3 de junho. A partir dessa data será possível viajar livremente entre as regiões da Itália. A estação Termini, por exemplo, já está preparada para atender o fluxo que será de 50% dos trens operantes.

Os viajantes, antes de entrarem nos terminais, devem passar por um termoscanner que medirá a temperatura. Caso ela seja acima ou igual a 37,5ºC, não poderão embarcar. Os lugares serão reservados mantendo distância entre os passageiros.

As fronteiras também abriram entre países europeus, alguns ainda com restrições para a Itália.

– Qual seu sentimento em relação a reabertura?

A Ana diz: “Estou me sentindo confiante e aliviada. Poder ver Roma novamente foi uma grande emoção! Por enquanto a cidade está bem vazia, apenas nos finais de semana, quando os romanos não trabalham, é que vemos mais movimento pelas ruas. Isso porque não temos turistas por aqui, somente quando o turismo voltar é que veremos a cidade se movimentar realmente.” Já a Deb em Turim, se diz “animada, mas com cautela”.

– Como está o turismo atualmente na Itália? Há previsão de reabertura para estrangeiros? Se sim, como será feito?

Desde o dia 3 de junho, é possível viajar entre regiões da Itália. Para turistas da Europa, a reabertura das fronteiras foi feita também no dia 03/06/2020. Para brasileiros e outras nacionalidades, ainda não há previsão.

– Outras observações:

A Ana comenta que: “para nós que vivemos de turismo está sendo um grande desafio ficar tanto tempo sem trabalho. Mas todo o tempo acreditamos e cumprimos rigorosamente as regras. Acredito que só por isso, pelo empenho dos italianos, estamos conseguindo sair da pior fase e realmente ver melhoras”.

Já a Deb, lembra “cuidem-se, pois o vírus é uma ameaça real. Todos podemos ser vetores de contaminação e os grupos mais frágeis estão em risco. Fique em casa e proteja sua comunidade“.

8 -) NOVA ZELÂNDIA

A Fernanda Serraglia, do blog To indo Viajar, vive em Christchurch na Nova Zelândia. O país foi um dos bons exemplos de ações do governo para proteger a população da pandemia do coronavírus. Por lá, foi feita quarentena a partir do dia 20/03/2020, quando as fronteiras foram fechadas e foram criados 4 níveis para reabertura do país.

– Em qual fase está atualmente da reabertura?

Quando o sistema foi criado, começamos pelo level 2, que seria ficar em casa o máximo que puder, e se sair na rua é necessário tomar todos os cuidados de distanciamento social e limpeza das mãos.

Na semana seguinte fomos direto para o Level 4, com 100% das pessoas em casa, podendo sair apenas para dar um volta no bairro ou usar serviços essenciais mas com cautela.  Quem fazia parte dos serviços essenciais precisou andar com uma autorização pois a policia estava multando pessoas que estavam circulando desnecessariamente. Essa fase durou 33 dias.

Depois fomos para o Level 3 que durou 2 semanas. Nele, já 70% da economia voltou a funcionar, inclusive podendo comprar comida por delivery, que antes não podia.

Agora estamos no level 2. A vida esta praticamente normal por aqui. Inclusive já liberaram festas para ate 100 pessoas.

No momento temos apenas 1 caso de covid-19 ativo no país e 0 pessoas nos hospitais. Estamos a mais de 1 semana sem nenhum caso novo. Acreditamos que seremos o primeiro pais a ter eliminado o vírus no mundo.

– Quais serão as demais fases?

As fronteiras seguem fechadas, mas quando formos para o Level 1, a vida aqui dentro estará normal.

– Qual seu sentimento em relação a reabertura?

Muito bem! To muito feliz de ter a oportunidade de morar aqui. O país de 5 milhões de habitantes conseguiu conduzir essa situação delicada com muita eficiencia.

– Como está o turismo atualmente na Nova Zelândia? Há previsão de reabertura para estrangeiros? Se sim, como será feito?

Nesse momento estão sendo feitas ações para divulgar o turismo local, já que até esse momento, não há a mínima chance de abrir as fronteiras em breve.

A Primeira Ministra Jacinda Ardem chegou a cogitar a possibilidade das fronteiras ficarem fechadas por até 1 ano e meio ou enquanto não tivermos a vacina. Essa informação não foi confirmada, mas no momento também não foi confirmado quando acontecerá a reabertura. 

9-) PORTUGAL

A Lília Portugal, do blog Portugal com Graça, vive em Lisboa. Em Portugal houve  quarentena , om distanciamento social, a partir do 19/03/2020, mas na prática, o Governo já estava recomendando que o distanciamento social fosse feito antes. O plano de desconfinamento do Governo português começou no dia 04 de maio.

– Em qual fase está atualmente da reabertura?

Neste momento, nos encontramos na segunda fase de desconfinamento. O plano do Governo começou no dia 04 de maio com a reabertura de comércio local, com lojas até 200m2; cabeleireiros, manicures, livrarias e comércio automóvel; e também com a permissão de prática de desportos individuais ao ar livre.

No dia 18 de maio entramos na segunda fase do referido plano. Com isso, reabriram os museus, monumentos, palácios, galerias de arte, as lojas com porta aberta para rua até 400m2, restaurantes, cafés, pastelarias, esplanadas. Além disso, houve o retorno as aulas para os alunos dos 11º e 12º anos e as creches retornaram ao funcionamento.

– Quais serão as demais fases?

No dia 01/06 iniciaremos uma nova fase do desconfinamento em Portugal com a reabertura de mais estabelecimentos, por exemplo, cinema, teatros, auditórios e salas de espetáculos.

Já no dia 04/06 haverá o retorno da Liga Portuguesa de Futebol. No dia 06/05 começa a época balnear e a aplicação de regras específicas para as praias, como por exemplo: afastamento de 3 metros entre chapéus de sol; anúncio do estado de ocupação das praias através de sinalética, tipo semáforo; uso obrigatório de máscara e viseira pelo vendedor ambulante; limitação da capacidade de pessoas nos bares e restaurantes; etc

– Qual seu sentimento em relação a reabertura?

Me sinto bem, principalmente por saber que diversas pessoas dependem da reabertura para a manutenção do seu negócio e para sustentar as suas famílias. Apesar disso, percebo que algumas vezes as pessoas não estão cumprindo totalmente as recomendações das autoridades e me preocupo que venha uma nova vaga, o que poderia ser muito complicado para muitas pessoas e empresas.

– Como está o turismo atualmente em Lisboa? Há previsão de reabertura para estrangeiros? Se sim, como será feito?

Por enquanto, ainda estamos em fase de reabertura de pontos de interesse em Portugal. Muitos hotéis e restaurantes apenas pretendem reabrir em junho ou julho.

O turismo, neste momento, é mais um turismo local, de pessoas que residem em Portugal e buscam espairecer um pouquinho em locais próximos. Ainda não há uma decisão oficial do Governo quanto à reabertura das fronteiras para estrangeiros, mas tudo indica que será a partir de 16 de junho, ainda a ser confirmado.

10-) REPÚBLICA TCHECA

O Gabriel Britto, do blog Insider Praga, mora em Praga, capital da República Tcheca. A quarentena se iniciou por lá no dia 16/03/2020 e acabou em 24/04/2020 de abril. “Esse foi o primeiro dia de “liberdade”.

– Qual fase está atualmente da reabertura?

Já estamos na última fase planejada (a 5ª). Desde o dia 25 de maio, restaurantes já podem usar suas áreas internas, hotéis podem reabrir e eventos com até 300 pessoas podem acontecer, entre outras liberações.

– Quais serão as demais fases?

Não foi divulgado um plano a partir disso. Agora é observar e liberar (ou restringir) aos poucos.

– Qual seu sentimento em relação a reabertura?

A volta é tensa e exige uma luta contra o medo e as neuroses. Ainda estou passando a maior parte do tempo dentro de casa, mas muitas vezes me obrigo a sair, andar de bonde e de metrô, para ganhar confiança.

– Como está o turismo atualmente em Praga? Há previsão de reabertura para estrangeiros? Se sim, como será feito?

Neste momento, o turismo é só de moradores do país. Apesar de ter liberado as saídas de tchecos, o governo ainda não liberou a entrada de turistas e exige quarentena ou exame negativo de quem chega ao país (cada exame custa o equivalente a uns 60 euros).

Não há data para abertura ao turismo, mas dizem que deve acontecer ainda em junho.

De qualquer maneira, quando acontecer, ele só vai ser permitido a moradores de países onde  situação da doença esteja parecida com a da República Tcheca. Os primeiros devem ser os vizinhos (Alemanha, Áustria, Eslováquia, Polônia, Croácia e Eslovênia).

O Brasil, infelizmente, está cada dia mais longe de entrar nesta lista.

– Outras observações:

É fundamental ressaltar que essa quarentena “mais leve” que a República Tcheca viveu só foi possível porque o governo tcheco agiu muito rápido, foi transparente, responsável e relativamente organizado e auxiliou financeiramente as empresas e as pessoas que não puderam trabalhar. Além disso, contou com a colaboração da população em geral.

Sem essa combinação de fatores, talvez tivesse sido necessário fazer lockdown.


Deu para ver como nesses países, está ocorrendo o fim da quarentena e o retomada gradual do turismo, essencialmente interno. A gente já tinha comentado sobre essa tendência no post “Turismo pós Coronavírus” que publicamos aqui no Vambora!

Outra coisa que vale a pena analisar é a percepção de cada um deles com as medidas feitas por cada governo, na sua maioria se sentindo aliviados e confiantes. Isso ainda, infelizmente, não está ocorrendo no Brasil, já que há uma falta de um discurso único entre o governo federal e as esferas estaduais e municipais.

O lado bom é ver países, como Espanha e Itália, que chegaram a bater recordes mundiais no número de casos, estão conseguindo reabrir e fazer o fim da quarentena de forma consciente. Isso nos ajuda a ter mais esperança que a situação vai melhorar em algum momento no Brasil.

Para saber como estão as fronteiras de cada país, quais são as restrições de entrada em todo mundo, a IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo) fez um mapa com informações em tempo real de todos os países do mundo. Sempre atualizado ele será uma boa fonte de informação para saber para onde e quando poderemos viajar novamente.

Vamos continuar acompanhando como será esse fim da quarentena pelo mundo e qual será o prazo para voltarmos a nos sentir seguros nos nossos países, para depois, voltar a viajar novamente pelo mundo. Vambora!

*** VEJA TAMBÉM:
Turismo pós coronavírus: quando e como voltaremos a viajar?
– Cancelamento de reservas e eventos: veja as novas regras devido ao Coronavírus
Novas regras para remarcação e cancelamento de passagem devido ao Coronavírus
Coronavírus e viagem: dicas do que fazer nesse momento

Planeje aqui a sua viagem!
SEGURO DE VIAGEM: Seguro viagem com desconto para leitores do blog! Faça sua cotação na Seguros Promo para encontrar o seguro viagem com melhor preço. Leitores do blog tem 5% de desconto, além de poder parcelar no cartão em até 12x ou 5% a mais no boleto! Veja mais aqui.
HOTEL: Encontre promoções e reserve seu hotel pelo nosso parceiro Booking.
ALUGUEL DE CARRO: Compare preços nas melhores locadoras e reserve o carro na RentCars. A cobrança é feita em reais em qualquer local do mundo e você ainda vai poder dividir em 12x no cartão ou ter 5% de desconto no boleto.
CHIP DE CELULAR: Chip internacional pré pago para usar em 140 países com frete grátis para leitores do blog da EasySim. Veja mais.
PASSAGEM AÉREA: Promoções de passagens e compare os melhores preços na ViajaNet.
CÂMBIO: Moeda estrangeira com desconto especial para leitores do blog na Cotação. Veja mais.
INGRESSOS E ATRAÇÕES: Evite filas e já saia do Brasil com ingressos de museus, passeios e atrações pela Ticketbar. Veja mais.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Por favor, coloque seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui