Próxima viagem: Coronavírus e viagem – Dicas e relatos do que fazer nesse momento

2

Novo coronavirus China

O novo coronavírus, chamado de COVID-19, já foi encontrado em diversos países pelo mundo, gerando muitas dúvidas entre moradores e turistas, especialmente se devem ou não viajar nesse momento.

Para tirar dúvidas e ajudar na sua decisão, separamos 6 dicas e explicações essenciais, incluindo relatos de brasileiros que moram em países com casos de coronavírus, para saber como está de verdade a situação nesses lugares. Venha se informar então e descobrir o que é exatamente o coronavírus, como se proteger, se é melhor viajar ou não, quais seus direitos em caso de cancelamento e mais. Vambora!

1-) O que é o Coronavírus e a COVID-19?

O coronavírus é uma família de vírus que pode causar doenças respiratórias em animais e seres humanos. Coronavírus famosos que já causaram problemas no passado foram a SARS (que apareceu na China em 2002) e a MERS (descoberta em 2012 na Arábia Saudita). O novo coronavírus descoberto em dezembro de 2019 na China foi denominado de COVID-19.

Outras doenças respiratórias que já causaram reação semelhante no mundo, foram a do tipo Influenza (que hoje em dia já tem vacina) como a Gripe Suína (H1N1) descoberta em 2009 e que inclusive fizemos post no blog sobre essa gripe na época. Ela causou entre tantos efeitos, busca por máscaras, álcool gel e muitas dúvidas em relação a viagens, assim como está acontecendo agora com a COVID-19.

2-) Quais são os sintomas do coronavírus?

Os sintomas do novo coronavírus são bem semelhantes com uma gripe, incluindo febre, tosse, coriza e dor no corpo.

O que difere o COVID-19 de outras síndromes respiratórias e que pode causar preocupação é a dificuldade respiratória, como em atividades simples, como andar ou subir uma escada. Uma vez com isso e sem tratamento, há chances de ter complicações, como pneumonia e outros agravantes, por exemplo.

Dos casos descobertos até agora, de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), 80% das pessoas com o COVID-19 se recuperam do vírus sem nenhum tratamento especial (apenas água, repouso e analgésicos anti febre, preferencialmente do tipo paracetamol). O que se viu é que em pacientes idosos ou pessoas já com problemas de saúde (respiratórios, diabéticos e cardíacos) há maior chance de haver complicações da doença.

Uma vez apresentando dificuldade respiratória (juntamente com os demais sintomas acima) ou tendo visitado um país com casos confirmados de Coronavírus é preciso avisar as autoridades médicas da sua cidade e estado.

No Brasil, o Ministério da Saúde recomenda que “Os casos graves devem ser encaminhados a um Hospital de Referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar.”

3-) Como se proteger do coronavírus

lavar as mãos

Medidas simples, e que devem ser sempre tomadas, evitam a disseminação e contaminação por coronavírus. São elas:

Lavar frequentemente as mãos com sabão e água por pelo menos 20 segundos, esfregando bem os dedos e palmas. Álcool gel, com graduação alta (70%) também pode ser usado caso não tenha acesso a água e sabão.

Proteja seu rosto quando for espirrar ou tossir, com um lenço ou faça isso usando o braço, cobrindo boca e nariz usando a região do cotovelo.

Evitar aglomerações e mantenha distância de pelo menos 1 metro de qualquer indivíduo, especialmente com sintomas respiratórios como, tosse, espirros.

O uso de máscaras simples, somente, não protege de forma eficiente pessoas contra o vírus mas pode ser um aliado. O ideal é que apenas pessoas com algum sintoma do coronavírus e profissionais da saúde usem a máscara apropriada para evitar que outras pessoas peguem também o vírus. A máscara mais correta é a que veda completamente a boca e o nariz, sendo a N 95. Máscaras caseiras (feitas de tecido) estão sendo indicadas por alguns governos como um método a mais de proteção, juntamente com as outras medidas acima.

Nas últimas semanas e dias, muitos países e cidades, para ajudar a conter o vírus, estão pedindo também que as pessoas permaneçam nas suas casas, evitando contato social de qualquer maneira. Isso já está ocorreu em diversas cidades na China e agora acontece também em outras partes do mundo e até no Brasil. Veja mais informações sobre a situação em diversos locais do mundo mais abaixo.

Importante: Autoridades em todo o mundo estão pedindo para que pessoas comuns parem de estocar máscaras e álcool gel sem necessidade. A compra sem necessidade desse tipo de material só atrapalha quem realmente precisa, como profissionais da saúde que tem que lidar diretamente com pessoas doentes.

Ações, como lavar frequentemente a mão e proteger boca e nariz ao tossir e espirrar, são atos simples e básicos que devem ser sempre feitos para evitar contaminação de doenças em geral, incluindo a COVID-19.

Fazer seguro viagem com cobertura para Covid

cotação seguro viagem

Fazer um seguro viagem é essencial para qualquer destino. Se antes do novo vírus já sempre foi indicado fazer um seguro viagem, agora é importantíssimo, para não dizer obrigatório (como já é para entrar em diversos países da Europa, por exemplo).

No caso específico do novo coronavírus, ele passou a ser considerado uma pandemia pela OMS no dia 11/03/2020. Assim sendo, grande parte dos seguros viagem não cobriu mais, por contrato, o tratamento da doença no exterior.

Com o passar dos meses, algumas seguradoras já criaram planos com cobertura que inclui Covid, como é o caso da Intermac e da Travel Ace. Da Travel Ace os planos que incluem cobertura para Covid são: TA VALUE COVID-19 (exceto EUA) + TELEMEDICINA e o TA VALUE COVID-19 – USA + TELEMEDICINA.

Já da Intermac, os planos com cobertura para Covid são: Intermac EURO 40 (Exceto EUA) COVID-19 e o Intermac 60 Prata COVID-19.

Já a Assist Card, a informação que recebemos é que eles continuam com assistências médicas somente para casos ou diagnósticos relacionados ao Coronavírus, em locais onde governo local não assuma o tratamento. Na dúvida, esses planos da TravelAce e a Intermac são as opções mais seguras nesse momento, porque possuem 100% de cobertura, não importa a situação.

Confira abaixo opções de seguros viagem e preços para o destino e época que for viajar. No site da Seguros Promo, que sempre usamos aqui no blog, é possível compará-los e ver todas as coberturas que estão incluídas e leitor do blog tem 5% de desconto em qualquer plano usando o cupom VAMBORA5.

4-) Países confirmados com o novo coronavírus

Viagem aeroporto máscara coronavirus

Atualmente todos os continentes do mundo, menos a Antártida, já possuem casos confirmados da COVID-19.

Em diversos países, medidas mais drásticas de contenção do vírus, como isolamento de cidades, quartentenas, fechamento temporário de instituições (como escolas, museus, bares, restaurantes, etc), estão sendo realizados.

Importante dizer que essas medidas são sempre temporárias para conseguir reduzir o número de pessoas contaminadas ao mesmo tempo e não saturar o sistema de saúde local. 

5-) Devo cancelar minha viagem devido ao coronavírus?

viagem de aviao com coronavirus

Antes de decidir se você deve ou não adiar ou cancelar, uma viagem no Brasil ou exterior, devido ao COVID-19, além da data da viagem (viagens de março a abril/2020 já é prudente cancelar para qualquer destino, no Brasil e exterior), considere esses seguintes aspectos:

– Qual é seu atual estado de saúde? Se você possuir alguma limitação, incluindo doenças cardíacas, diabetes, problemas respiratórios, está grávida ou ser idoso em idade avançada, talvez nesse momento, seja melhor adiar a sua viagem para não correr riscos desnecessários para sua saúde.

– Pense se você vai aproveitar a sua viagem ou ficar preocupado o tempo todo com a chance de pegar coronavírus. Viajar é para a maioria das pessoas sinônimo de férias e descanso, por isso, caso você esteja muito preocupado com o novo vírus e sinta que não vá aproveitar a sua viagem de verdade, talvez seja melhor considerar também adiá-la ou escolher outro destino.

– Veja como estão os casos do coronavírus no seu destino específico. Informações de fontes oficiais, incluindo jornais locais e sites do governo local são a melhor forma de saber como está a situação no destino em questão. Dado o avanço rápido do número de casos pelo mundo, viagens nesse momento (inicialmente de março a abril/2020) devem ser evitadas.

Para sentir como estava e está a situação em diversos países do mundo, reuni abaixo relatos de brasileiros que moram em países com casos confirmados da COVID-19, para saber como está a rotina e a vida nesses locais. Importante: confira a data de cada relato, pois a situação em cada local, está mudando praticamente todos os dias, com ações de governos e cidades para conter o avanço do vírus. Confira:

Relatos de brasileiros que vivem em países com casos confirmados de coronavírus:

IMPORTANTE! A União Europeia decidiu no dia 17/03/2020 fechar todas as suas fronteiras para não residentes por 30 dias. A medida serve para todos os países membros da União. Até agora, entre os 10 países que mais registram infectados, seis estão no continente, sendo Itália, Espanha, Alemanha, França, Suíça e Reino Unido. Na próxima semana os líderes vão se juntar novamente para mobilizar a volta de europeus retidos com o fechamento de fronteiras em outros países.

– Alemanha

Novidade do dia 10/03/2020: Em Berlim, uma medida do governo local fechou algumas atrações, como a Cúpula do Parlamento para visitação. Essa medida, a princípio deve ocorrer até o dia 3 de abril.

Camilian, Munique (Destino Munique): “Aqui a vida está normal, com tudo funcionando. Atrações turísticas abertas e as pessoas nas ruas com vida normal, e turistas visitando a cidade – exceto chineses”. Relato dado no dia 04/03/2020.

– Austrália

Mirella, Brisbane (@mikix10 e Viajoteca): “Na Austrália, hoje, dia 05 de março, temos 52 casos confirmados e 2 mortes. Em Brisbane, cidade que estou morando, não sinto pânico no dia a dia e nem pessoas usando máscaras na rua, salvo algumas exceções. Mas um fato engraçado e incompreensível é que nos supermercados as prateleiras de papel higiênico estão vazias!”. Relato dado no dia 05/03/2020.

– China

Ana Paula, Pequim (@anahcastro19): ” O surto do coronavírus iniciou em Wuhan, na província de Hubei (a mais de 1100 km de Pequim). Durante os primeiros dias, em Pequim, quando não tínhamos muita informações, a maioria das pessoas preferiu não sair às ruas por precaução. Mais pro fim de Janeiro a minha universidade em Pequim comunicou que estavam adiando o semestre. Com isso, veio os anúncios do governo cancelando alguns eventos importantes na cidade e também fechando os pontos turísticos.

Por um período as pessoas entraram pânico, estocando comida e máscaras, devido ao fechamento das rodovias de acesso à Pequim (trens ainda podiam sair e entrar), mas logo depois de alguns dias, a situação se ajeitou.

Atualmente a China se adaptou rapidamente e já vemos uma situação de melhora impressionante. A situação ainda é um pouco crítica na cidade de Wuhan. A maioria das pessoas está trabalhando e estudando em casa. O governo pede para evitar aglomeração de pessoas e o uso de máscara é obrigatório em todos os lugares, além dos procedimentos simples de higiene como lavar as mãos e não tossir/espirrar.

O governo também pede para que viagens não essenciais à China sejam adiadas. Eu mesma não posso regressar à Pequim até que minha universidade permita, passível de expulsão. Porém se é uma viagem que não pode ser adiada, basta seguir as recomendações simples de higiene e segurança que a pessoa ficará bem”. Relato dado no dia 05/03/2020.

– Chile

IMPORTANTE! Por decisão do governo, devido ao aumento do número de casos, as fronteiras do país, terrestres, marítimas e aéreas serão fechadas a partir do dia 18/03/2020. 

Veja abaixo o relato de brasileiros que moram no país feitas antes do decreto:

Rosi, Santiago (Nós no Chile): “No dia 3 de março foi confirmado o primeiro caso de coronavírus no Chile e no dia 4, foi confirmado que a esposa do primeiro paciente também está contaminada. Os dois casos são na cidade de Talca, sul do Chile. Como forma de prevenir o contágio, o Ministério da Saúde está exigindo uma declaração juramentada sobre o estado de saúde de todo viajante que tem o Chile como destino final. Os dois pacientes que foram confirmados com o coronavírus acabaram de chegar de uma viagem pelo Sudoeste Asiático. Por enquanto máscaras só na região de Talca, em Santiago nada ainda”. Relato dado no dia 04/03/2020.

– Estados Unidos:

IMPORTANTE! A partir do dia 13/03/2020 até por 30 dias, voos da Europa (menos Reino Unido) para os EUA estão suspensos de acordo com decreto do presidente Trump, para estrangeiros que tiveram na Europa nos últimos 14 dias. Só poderão voar para os EUA cidadãos americanos, residentes permanentes e parentes.

Cidades e atrações nos Estados Unidos também estão realizando ações para conter o COVID-19, como em Nova York com suspensão temporários dos espetáculos da Broadway, fechamento dos parques da Disney, etc. Vale conferir em sites de jornais locais tudo o que está fechado nesse momento.

Fábio, Nova York (@DicasNovaYork): “Nova York tem a maior comunidade chinesa fora da China, porém os primeiros casos de Coronavírus foram registrados apenas na primeira semana de março de passageiros que voltaram do Irã e da Itália. No momento, são apenas dois moradores diagnosticados com o vírus. A cidade que nunca para, segue a vida normalmente. Algumas medidas foram tomadas pelo governo como limpeza das estações do metrô e telefone direto para informar sobre suspeitas de novos infectados. Os moradores já tem o hábito de andar com álcool-gel na bolsa – a cidade não é nada limpa – e vejo poucas pessoas de máscaras nas ruas. Estou tranquilo e espero que os cientistas encontrem a cura dessa doença o mais breve possível, porque o turismo sofre diretamente com as incertezas e com a epidemia”. Relato dado no dia 04/03/2020.

Mari, Califórnia (@ideiasnamala): “Aqui na Califórnia a vida segue normalmente. Em um primeiro momento rolou um pouco desespero geral, muita gente correu para o supermercado para se estocar com comida em lata, comprar máscaras e álcool gel (que está completamente em falta!). É tumulto desnecessário que fala? Há uma mobilização política grande para tentar manter qualquer pessoa gripada em casa (algo bem difícil em um país em que não há uma licença saúde ou férias pagas em grande parte dos trabalho de base.). De resto, tudo normal! Se você tem viagem marcada para a Califórnia: pode vir sem medo!”. Relato dado no dia 05/03/2020.

– França

IMPORTANTE! França declarou quarentena por todo o país, no dia 16/03/2020, por 15 dias, incluindo qualquer tipo de aglomeração social, incluindo familiar. Atrações, bares e restaurantes, além de parques e jardins públicos também devem permanecer fechados.

Veja abaixo o relato de brasileiros que moram no país feitas antes do decreto:

Martinha, Paris (Viajoteca): “Apenas” 316 casos do Coronavírus estão na França. No entanto, é o país mais atingido da Europa depois da Itália, com um forte aumento no número de infecções nos últimos dias. Para quem mora aqui, a vida ainda está “normal”, sem grandes mudanças e temos toda a estrutura necessária. Mas quanto aos turistas, é complicado. Eu não arriscaria vir para a França, para correr o risco de não ter voo de volta, ficar em quarentena e ter gastos não planejados. Com o aumento dos casos, tudo pode acontecer nos próximos dias. A maioria dos grandes shows, eventos esportivos e culturais (como a Feira do Livro e o Salão Mundial do Turismo) foram cancelados. A Torre Eiffel, Disney Paris e museus por enquanto ficam abertos. Mas ninguém sabe o dia de amanhã”. Relato dado no dia 04/03/2020.

Mirelle, Paris (@13anosdepois): “Na minha percepção tá tudo ok. Pelo menos nós, em casa, não alteramos nossa rotina em nada. Continuamos pegando transportes públicos, minha filha continua indo pra escola, hoje fomos juntas ao museu, almocei com uma amiga… tudo normal normal”. Relato dado no dia 04/03/2020.

– Itália

IMPORTANTE! Um decreto do primeiro ministro da Itália, Giusepe Conte, feito no dia 09/03/2020, restringe a circulação de pessoas por todo o país, com a proibição de qualquer reunião pública. O governo pede que as pessoas fiquem em casa e só saiam para trabalhar e em caso de emergência. O transporte público continuará funcionando, porém escolas e universidades devem ficar fechadas até dia 3 de abril. Fonte: Portal G1.

Veja abaixo o relato de brasileiros que moram no país feitas antes do decreto:

Ana, Roma (@voupraroma): “Roma em relação ao Coronavirus está muito tranquila, aqui tivemos poucos casos e tudo continua funcionando normalmente. Pessoas passeando pelas Ruas tranquilas e quase ninguém de máscara. Importante falar que a cidade em meses de baixa temporada (janeiro, fevereiro e março) é sempre bem vazia, mas claro que com o coronavírus está um pouco mais vazia.

O que reparo é que quem tem viagem apenas para Roma está vindo normalmente, já quem iria visitar também Milão e Veneza tem cancelado a viagem, por serem cidades mais próximas às áreas mais afetadas. Para acompanhar informações oficiais da Itália deixo o site do ministério da saúde italiano: http://www.salute.gov.it/nuovocoronavirus“. Relato dado no dia 05/03/2020.

Deb, Turim (@segredosdaitalia): “Eu moro em Turim, no norte da Itália mas fora das zonas-foco que estão isoladas. Mesmo que o número de infectados na região seja baixo – menos de 100 – estamos vivendo um grande clima de grande incerteza. Semana passada um decreto ordenou o fechamento de escolas, museus, academias e locais de culto religioso durante toda a semana. Mas quase todo dia e hora a situação muda.

Na Lombardia, região mais afetada, o toque de recolher era também para bares e cafeterias. Segunda-feira tudo começou a funcionar normalmente com exceção das escolas, que reabririam hoje. Porém, o número de casos na região voltou a aumentar e um novo decreto hoje fechou as escolas em todo país (das creches às universidades) até 15 de março, além de teatros, cinemas fechados e eventos públicos cancelados.

O número de infectados é equivalente a 0,005% da população, e a taxa de óbitos é inferior à de outras doenças, mas como o vírus é novo e parece muito contagioso ninguém sabe ao certo a magnitude do risco, nem os especialistas. Empresas estão tomando medidas para garantir que as pessoas fiquem a pelo menos 1m umas das outras.

A preocupação é que número de pessoas que necessitem terapia intensiva seja muito maior do que a capacidade de atendimento do sistema de saúde pública. Se alguém tiver viagem marcada para os próximos dias e puder remarcar, recomendo que o faça para evitar transtornos. Porém a situação muda diariamente, e pode ser (espero!) que se normalize em algumas semanas”. Relato dado no dia 05/03/2020.

– Japão:

Bianca, Tokyo (@conhecendojapao): “A situação atual do Japão, que pode mudar à qualquer momento, é das escolas primárias até ensino médio, estarem com as aulas suspensas no mês de março. Algumas universidades e escolas internacionais também adotaram essa medida para evitar a propagação do coronavírus. Muitos parques, como a Tokyo Disneyland e a Universal Studios Japan, museus, aquários e outros estão fechados até meio de março. Eventos, incluindo os festivais das cerejeiras, jogos e shows foram cancelados. Estão incentivando as pessoas à trabalharem de casa ou horários flexíveis para evitar trens lotados”. Relato dado no dia 05/03/2020.

Mirela, Kyoto (@mirelamazzola): “Kyoto é bastante turística e, portanto, está sofrendo o impacto da redução de visitantes, principalmente chineses. A impressão que se tem nas ruas é a de menos movimento e de mais pessoas usando máscaras, principalmente entre as que lidam com o público – atendentes, garçons, vendedores e professores estão sensivelmente mais “mascarados”. Como em todo o Japão, algumas atrações e atividades (como as aulas de japonês que eu estava fazendo em um centro internacional) estão interrompidas até meados de março. Meu marido trabalha em uma multinacional japonesa e foi orientado a trabalhar em casa. Se for realmente necessário ir à empresa, ele deve fugir dos horários de pico do transporte público. Essa foi uma recomendação do governo a grandes corporações, assim como a que pede o fechamento de escolas dos ensinos fundamental e médio (não se tratam de decretos ou obrigatoriedade).

Eu usei máscara apenas nos aeroportos de Doha, onde fiz conexão, e Narita, quando cheguei do Brasil, há 3 semanas. Foi mais uma precaução, pois temia pegar qualquer tipo de resfriado em trânsito e ter restrições ao entrar no Japão. Fora tudo isso, a vida segue “normalmente”. Há poucos dias, circulou uma fake news dizendo que a mão de obra e a matéria-prima usados na fabricação de papel higiênico e lenço de papel seriam canalizados para a indústria de máscaras, aí parece que muita gente começou a estocar esses produtos, que faltaram em alguns supermercados. Até agora, não senti nenhum problema de abastecimento, a não ser de máscaras e álcool gel. Eu ainda tenho algum estoque trazido do Brasil, que estou poupando no caso de ser realmente necessário ou se eu apresentar algum sintoma da doença. Importante falar: a maioria dos lugares tem álcool gel na porta (restaurantes, lojas, shoppings, prédios públicos e escolas. Pelo jeito está faltando só nas farmácias mesmo”. Relato dado no dia 05/03/2020.

Piti, Tokyo (@peachnojapao): “Com os transportes públicos, lojas, restaurantes, supermercados e outros estabelecimentos funcionando normalmente (alguns talvez em horários restritos), a maior diferença que vejo é a baixa movimentação nas ruas. Muitas empresas estão adotando o home office, as escolas estão fechadas e houve uma queda drástica no número de turistas, principalmente vindos da China. Pelo menos, para quem está por aqui, é uma oportunidade rara de aproveitar paisagens mais vazias”. Relato dado no dia 06/03/2020.

– Portugal

IMPORTANTE! Os governos das cidades de Lisboa e Porto decidiram no dia 10/03/2020 fechar museus, teatros, piscinas e algumas universidades, para conter o novo COVID-19 em Portugal. Esses locais ficarão fechados até 3 de abril, seguindo ações feitas já em outros países, como Itália. Via O Observador.

Veja abaixo o relato de brasileiros que moram em Portugal:

Lília, Lisboa (@portugalcomgraca): “Por aqui, podemos dizer que por enquanto está tudo controlado. As pessoas mantêm a vida normal, apenas com mais cuidados em relação à lavagem das mãos, a forma de tossir (em direção ao cotovelo como indicado pela Direção Geral de Saúde), ao uso de lenços de papel, etc. O aeroporto de Lisboa está funcionando normalmente e algumas pessoas têm optado pelo uso de máscaras durante o voo e o tempo que estão dentro do aeroporto.

Neste momento, são poucos os casos de Covid-19 em Portugal e na sua maioria os doentes são pessoas que estiveram em regiões de risco como o norte da Itália. As autoridades portuguesas estão decidindo os planos de contingência e o Sistema Nacional de Saúde têm divulgado bastante o protocolo que deve ser seguido por aqueles que apresentem sintomas suspeitos”. Relato dado no dia 09/03/2020.

Importante dizer que cada país e até regiões específicas estão aplicando ações que acham interessante para conter o vírus. Então vale mesmo ficar bem informado, já as notícias de fechamentos e cancelamentos estão ocorrendo a todo instante nos últimos dias.

Leve em consideração que viajando destinos com muitos casos já confirmados, há chances de acontecer algumas dessas coisas nesse momento:

– Encontrar alguma atração fechada (especialmente museus e locais que atraiam muitas pessoas, como parques, shows e feiras e até mesmo restaurantes e bares);

– Você ter que ficar de quarentena. No Brasil, uma indicação do Ministério da Saúde no dia 13/03/2020, pede que todo viajante chegando do exterior fique em quarentena de 7 dias (caso não apresente nenhum sintoma) ou 14 dias, caso apresente algum sintoma de coronavírus.

– Algum voo seu ser cancelado, ter que passar nos aeroportos por triagens incluindo tirar temperatura, etc. Aliás, muitas empresas aéreas estão cancelando voos ou países fechando as fronteiras para viajantes nesse momento. Caso tenha alguma viagem marcada em breve vale se informar com a companhia aérea sobre o status do seu voo.

Aliás, se você está ou mora num desses países ou outros com casos do coronavírus, aproveite e deixe também seu comentário de como está a situação na sua cidade e país.

6-) Direitos de passageiros em caso de cancelamento de viagem

aviao seguro viagem

Caso você tenha uma viagem marcada e ache melhor não viajar nesse momento, diversas companhias aéreas e serviços (como hotéis, agências de passeios, etc) estão aplicando cancelamentos, remarcações e reembolsos sem custos.

IMPORTANTE: Além de uma crise de saúde o coronavírus está criando também uma crise econômica. Por isso, diversas empresas do segmento de turismo estão oferecendo créditos para passagem aérea, seguro viagem, etc, para você usar aquele serviço futuramente, mesmo não tendo uma data exata agora.

Quem puder, vale aceitar esses créditos para ajudar na sobrevivência de diversas empresas, empregos e famílias que vivem do turismo e vão passar por momentos difíceis nos próximos meses.

Atualização sobre PASSAGENS AÉREAS: Uma medida provisória publicada pelo Governo Federal, no dia 18/03/2020, detalhou novas regras do Governo Federal para remarcação e cancelamento de passagens. Ela inclui em caso de cancelamento, o pagamento do reembolso em até 12 meses e a possibilidade de crédito de remarcação da passagem também por esse período.

De toda forma, vale entrar em contato com cada empresa que tenha já reservado seu pacote de viagem, passeio e até passagem, para saber qual é a política exata em relação a situação agora do coronavírus. As companhias aéreas já estão realizando essa nova medida.

Pelo que estamos vendo, grande parte das grandes empresas do mercado de turismo, no Brasil e no mundo, estão oferecendo opções sem custo extra.

Esperamos que esse post tenha te ajudado a esclarecer mais sobre o novo coronavírus e para quem está na duvida, se deve viajar ou não nesse momento.

Para ajudar ainda mais na sua tomada decisão, indicamos ver a página da OMS, sempre atualizada com novos casos e informações. Vale também também ver os vídeos do médico Drauzio Varella (em português), falando da situação do vírus no mundo e aqui no Brasil. Essas informações devem lhe deixar ainda mais informado sobre a situação e que medidas tomar em caso de sintomas.

Qualquer outra dúvida ou relato, deixe seu comentário abaixo. Toda e qualquer atualização que recebermos vamos fazendo aqui no post sempre. Vambora!

*** VEJA TAMBÉM:
– Novas regras para cancelamento e remarcação de passagens devido ao Coronavírus

Seguro viagem para Europa é obrigatório: veja porque e como fazer
Chip de viagem para ficar conectado no exterior: tire suas dúvidas

Planeje aqui a sua viagem!
SEGURO DE VIAGEM: Seguro viagem com desconto para leitores do blog! Faça sua cotação na Seguros Promo para encontrar o seguro viagem com melhor preço. Leitores do blog tem 5% de desconto, além de poder parcelar no cartão em até 12x ou 5% a mais no boleto! Veja mais aqui.
HOTEL: Encontre promoções e reserve seu hotel pelo nosso parceiro Booking.
ALUGUEL DE CARRO: Compare preços nas melhores locadoras e reserve o carro na RentCars. A cobrança é feita em reais em qualquer local do mundo e você ainda vai poder dividir em 12x no cartão ou ter 5% de desconto no boleto.
CHIP DE CELULAR: Chip internacional pré pago para usar em 140 países com frete grátis para leitores do blog da EasySim. Veja mais.
PASSAGEM AÉREA: Promoções de passagens e compare os melhores preços na ViajaNet.
CÂMBIO: Moeda estrangeira com desconto especial para leitores do blog na Cotação. Veja mais.
INGRESSOS E ATRAÇÕES: Evite filas e já saia do Brasil com ingressos de museus, passeios e atrações pela Ticketbar. Veja mais.

2 COMENTÁRIOS

  1. Estou lendo tanto (e vendo tantas postagens e lives no instagram) que já não aguento mais ouvir falar nesse vírus.. mesmo assim não consigo me decidir sobre ir pra Portugal semana que vem ou não.. já mudei todo o roteiro, que ia incluir outros 3 países e agora resolvi ficar só por lá mesmo mas o receio de ficar presa em algum canto ou me ver sem opção de transporte público tá me tirando o sono! Em contrapartida não quero nem pensar em passar 30 dias de férias em casa hahahah
    Que dilema! Acham que minha preocupação é exagerada?
    Ótimo post, obrigada!

    • Oi Mariana! Que bom que gostou do post!
      Sobre sua preocupação é claro que é válida, por isso mesmo, vale vc considerar todos os pontos que citamos aqui: como está sua saúde, como vc vai lidar caso haja cancelamento de algum voo ou fechamento de atrações, etc.
      Não sei quanto tempo vai ser a sua viagem também, mas vale levar isso também consideração. Se é uma viagem de poucos dias ou longa. Dê uma olhada também nas notícias em sites e jornais portugueses de como está a situação por lá, se há muitos casos ou não.
      Se pesando tudo isso vc acha que vale a pena, vá e aproveite! Se não, se está te preocupando muito, talvez seja bom considerar cancelar e viajar para outro lugar ou adiar a viagem para lá e ir num outro momento.
      É difícil, pois depende de muitos fatores, mas esperamos ter ajudado!
      Depois diga aqui o que resolveu fazer.
      Abs!

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Por favor, coloque seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui