Roteiro cultural: Mirante e visita ao Edifício Martinelli em São Paulo

13
Edifício Martinelli
Mirante do Edifício Martinelli com o prédio do Banespa ao fundo. Foto: GC/Blog Vambora!

O Edifício Martinelli é um dos prédios mais icônicos de São Paulo. Se Nova York tem Empire State e o Top of the Rock; Chicago a Sears/Willis Tower e o John Hancock Observatory; São Paulo tem também uma disputa acirrada entre os edifícios mais altos, famosos e com as melhores vistas da cidade de seus mirantes: o Edifício do Banespa, o Edifício Itália e o Martinelli.

Construído por Giuseppe Martinelli (um imigrante italiano), a partir de 1924, o Edifício Martinelli chegou a ser considerado o prédio mais alto do Brasil (inclusive o primeiro arranha-céu da América Latina!), entre 1934 e 1947, com seus 30 pavimentos e mais de 100 m de altura, até quando perdeu o título de maior arranha-céu de São Paulo para o Edifício do Banespa em 1947. Obs: Hoje em dia o maior edifício de São Paulo, e do Brasil, é o Mirante do Vale na foto abaixo, com 170 metros de altura.

Vista para o Vale do Anhangabaú
Vista do Edifício Martinelli para o Vale do Anhangabaú e o Edifício Mirante do Vale, atualmente o maior arranha-céu de São Paulo e do Brasil. Foto: GC/Blog Vambora!

O Edifício Itália, de 1965, inclusive é maior que os outros dois (com 168 m de altura), mas mesmo assim sendo o mais “baixinho” entre os “grandalhões”, o Martinelli possui um charme e um interesse turístico, que os outros não tem, com uma história de vida interessantíssima.

Tudo começou com a chegada de Giuseppe Martinelli ao país em 1889 e que ao longo de alguns anos conseguiu criar um belo patrimônio com uma empresa de navegação em Santos. Rico e querendo mostrar seu poder, Martinelli decide criar algo então impensável para época em São Paulo, um arranha-céu, com mais de 100m de altura. Numa cidade na qual os edifícios não passavam dos 5 pavimentos, pensar em algo com 30, era extremamente arrojado.

Edifício Martinelli
Fotos históricas mostrando toda imponência e detalhes do Martinelli durante seus primeiros anos. Foto: Acervo histórico prediomartinelli.com.br

O fato é que nessa época (por volta dos anos 20/30), o mundo, especialmente nos Estados Unidos, projetos e idéias de arranha-céus não paravam de surgir. Inclusive, na mesma época em que o Martinelli era erguido em São Paulo, o Chrysler Building e o Empire State surgiam em Nova York (respectivamente em 1930 e 1931).

A idéia era fazer um prédio extremamente requintado, que além de impressionar pela altura, impressionava também pelos acabamentos, com por exemplo escadas de mármore de Carrara, elevadores suíços, arabescos, vidros, espelhos e papéis de parede belgas, etc. Com um estilo arquitetônico eclético, beirando o Art Déco, com o passar dos anos de sua construção o Edifício Martinelli ao mesmo tempo que ganhava fãs, gerava muitas dúvidas, inclusive da prefeitura, que resolveu embargar a construção até que se provasse que fazer algo tão alto (para época) era realmente seguro. A questão foi resolvida por uma comissão técnica que garantiu que o prédio era viável até 25 andares, mas como objetivo de Martinelli era chegar aos 30 andares, ele resolveu fazer sua própria residência no topo do edifício, completando com mais 5.

Mirante do Edifício Martinelli
Vista de São Paulo do Edificio Marinelli em São Paulo, com a Catedral da Sé e prédios da Avenida Paulista ao fundo. Foto: GC/Blog Vambora!

A construção emblemática e luxuosa entretanto teria um final trágico para seu construtor, que após sérios problemas financeiros (inclusive gerados pelos gastos homéricos com o edifício), teve que dá-lo para o governo da Itália em 1934. Com a 2ª Guerra Mundial o Edifício passa para as mãos governo brasileiro, e cai em rápida degradação virando na década de 50 um grande cortiço vertical no centro da cidade São Paulo.

Famílias amontoadas nas salas que antes eram da elite paulistana da época, poços de ventilação e do elevador virando grandes depósitos de lixo, a cobertura uma grande piscina pública, crimes e até mortes se deram no edifício até que em 1975 a Prefeitura de São Paulo resolveu recuperá-lo e restaurá-lo até ele ser tombado em 1992, pelo Patrimônio Histórico, sendo usado hoje por diversas partições da prefeitura.

Mirante Edifício Martinelli
Vista privilegiada do Edifício do Banespa do mirante do Martinelli. Foto: GC/Blog Vambora!

Esse é um pequeno resumo da história incrível que o Edifício Martinelli tem para nos contar e que você pode saber com muitos mais detalhes através de uma visita gratuita e guiada ao local e seu mirante. Ocorrendo de segunda a sexta, as visitas começam pela entrada lateral do Edifício, pela ladeira da Av. São João. O guia que nos acompanhou foi ótimo e o mirante muito bonito, com vistas incríveis lá de cima, inclusive do super fotogênico Edifício do Banespa. Aliás, esse também oferece visitas para ver São Paulo do alto, mas os horários são mais rígidos (também não funciona durante o final de semana), e embora a visão seja mais ampla, o tempo lá em cima é bem mais curto, não há tanta infra estrutura e não dá para ver o próprio Banespa, o que perde muito a graça de toda a vista (mais ou menos como acontece com o Empire State e o Top of the Rock em Nova York).

Uma maneira linda de ver toda a imponência de São Paulo do alto, e conhecer mais sobre a história da própria cidade. Quando estiver em São Paulo, Vambora então subir no Edifício Martinelli!

+ info: http://www.prediomartinelli.com.br ou pelo telefone (011) 3104-2477

*** Veja mais dicas de SÃO PAULO no blog:
Visita guiada ao Teatro Municipal em São Paulo
Roteiro para passear pela Avenida Paulista
Onde se hospedar em São Paulo: hotéis bons, bonitos, baratos e bem localizados
Dicas para usar o metrô e o trem de São Paulo

Planeje aqui a sua viagem!

SEGURO DE VIAGEM: Seguro viagem com desconto para leitores do blog! Faça sua cotação na Seguros Promo para encontrar o seguro viagem com melhor preço. Leitores do blog tem 5% de desconto, além de poder parcelar no cartão em até 12x ou 5% a mais no boleto! Veja mais aqui.
HOTEL: Encontre promoções e reserve seu hotel pelo nosso parceiro Booking.
ALUGUEL DE CARRO: Compare preços nas melhores locadoras e reserve o carro na RentCars. A cobrança é feita em reais em qualquer local do mundo e você ainda vai poder dividir em 12x no cartão ou ter 5% de desconto no boleto.
CHIP DE CELULAR: Chip internacional pré pago para usar em 140 países com frete grátis para leitores do blog da EasySim. Veja mais.
PASSAGEM AÉREA: Promoções de passagens e compare os melhores preços na ViajaNet.
CÂMBIO: Moeda estrangeira com desconto especial para leitores do blog na Cotação. Veja mais.
INGRESSOS E ATRAÇÕES: Evite filas e já saia do Brasil com ingressos de museus, passeios e atrações pela Ticketbar. Veja mais.

13 COMENTÁRIOS

    • Olá Ana,
      No site oficial do edifício no final do post você consegue ver todos os horários de visitação durante a semana, inclusive domingo.
      E sim, como falamos no post a visita é gratuita 🙂

      • Olá, saberia me informar se está abrindo de domingo? Pois no site fala q está fechado de sábado e domingo, mas a informação eh de 2015. Obrigada

        • Olá Paula,
          Ligamos lá para confirmar e realmente as visitas durante os finais de semana estão suspensas no momento. As visitas podem ocorrer de segunda a sexta nos horários indicados pelo site oficial. Já também atualizamos aqui no post.
          Boa visita!
          Abs!

    • Olá Jonathan,
      Quando fui não era necessário o agendamento. Como está no próprio site do edifício, “O agendamento só é necessario para grupos acima de 15 pessoas”.
      Para grupos menores ou individualmente, basta aparecer na entrada do prédio no horário da visitas, com entrada no prédio de meia em meia hora.

    • Olá Gabriela,
      Vale entrar em contato com a administração do prédio pelo telefone ou site que estão ai no post para confirmar se no feriado específico que você deseja ir, o local estará aberto para visitação e se há algum horário também especial em razão do feriado.
      Abs!

    • Olá Paula, é um lugar lindo e fotogênico mesmo! 🙂
      Vale entrar em contato diretamente com a administração do condomínio para maiores informações. O site oficial do prédio, com formulário de contato, bem como telefone estão no final do post.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, coloque seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui