Relato de viagem: Yosemite Park – Entre sequóias, cascatas, ski e montanhas

23
Montanhas do Vale de Yosemite Park. Foto: GC/Blog Vambora!
A linda visão das montanhas do vale de Yosemite Park. Foto: GC/Blog Vambora!

Eu não sou uma das pessoas mais naturebas do mundo, mas é difícil não ficar abismado com a natureza pura e paisagens deslumbrantes do Yosemite Park.

Programamos um dia inteiro no parque e a idéia era aproveitar ao máximo todas as atrações, focando principalmente na região de Mariposa Grove (com suas Sequoias gigantes), visitar a estação de ski para brincar um pouco na neve e tentar fazer uma ou outra outra trilha no vale, para ver as cachoeiras que nunca congelam do parque.

Na entrada sul, alguns kms depois, você já dá de cara com começo da trilha para a Mariposa Grove e suas Sequoias gigantes, as maiores árvores do mundo em termos de volume (já foram medidas árvores com 94,8 metros de altura e 17 metros de diâmetro!!!).

Sequóias gigantes do Yosemite Park. Foto: gematrium, Flickr
Sequóias gigantes do Yosemite Park. Foto: gematrium, Flickr

No verão você consegue entrar na trilha com o carro, chegando perto das árvores através de uma pequena caminhada. No inverno a trilha é fechada e o percurso deve ser feito a pé (normalmente uns 30min). Parecia tranquilo, mas vai andar na neve com o sapato errado (veja aqui) para ver a tristeza que é….A neve ainda estava super dura e a cada 2 passos dávamos uma escorregada, mesmo com o auxílio de galhos de madeira. Em 40 min não percorremos nem ¼ do percurso e aquela caminhada nas devidas circunstâncias estava fadada ao fracasso…Ainda bem que a paisagem era bonita e valeu a pena de qualquer jeito.

Mariposa Grove, durante o inverno. Foto: GC/Blog Vambora!
Acesso (ou falta de acesso) para Mariposa Grove, durante o inverno. Foto: GC/Blog Vambora!

De volta ao carro, alguns kms de estrada bem curva depois, chegamos a estação de ski chamada de Badger Pass. Ainda que não fosse nosso objetivo esquiar (quem quiser é melhor programar alguns dias no parque para aproveitar tudo) foi divertido para ver uma estação pela 1ª vez e finalmente começar a brincar um pouco com a neve, já que lá ela estava mais fofa.

Badger Pass: a estação de ski de Yosemite Park. Foto: GC/Blog Vambora!
Badger Pass: a estação de ski ou de brincadeiras na neve do parque. Foto: GC/Blog Vambora!

Foi aqui também que aproveitamos para almoçar e conferir se poderíamos continuar a viagem sem usar correntes na roda do carro (como disse no post anterior, em carros alugados não se pode colocar correntes). Tudo ok, começamos o que seria o trecho mais bonito da jornada.

O túnel Wawona é a chave para ver uma das paisagens mais bonitas da sua vida: 1300 m depois e você tem a imagem do vale de Yosemite, com suas montanhas com cumes brancos, a floresta e várias cascatas ao redor. Parece uma pintura de tão lindo mas é verdade! O bom é que há um bolsão para estacionar o carro e poder absorver com calma toda a magnitude da paisagem (vale ver o vídeo abaixo).

A partir dali você começa a descer rumo ao vale. Com mais tempo e com um clima melhor, dá para se programar e tentar fazer algumas das diversas trilhas existentes, principalmente aquelas que dão para as bases das cascatas.

Cascatas e montanhas de Yosemite Park. Foto: GC/Blog Vambora!
Algumas das cascatas que não congelam nas montanhas do parque. Foto: GC/Blog Vambora!

No inverno, devido ao frio e sem estar muito preparados para fazer longos percursos na neve, usamos o carro para chegar o mais próximo possível do começo das trilhas e caminhávamos um pouco até onde dava. Essa é uma das desvantagens de se viajar no inverno, entretanto com neve a paisagem ganha um clima a mais e parece muito mais bonita (ainda mais para quem nunca tinha visto tanta neve assim como nós!). 🙂

Mesmo sem percorrer as trilhas, na imensidão do vale deu para fazer guerra de bolas de neve, apostar corrida, ficar pulando sem motivo nenhum (a não ser de alegria por estar lá) e é claro, tirar muitas fotos daquela paisagem linda! Esse é o efeito da neve: rejuvenesce uns 15 anos e nos torna compulsivos fotógrafos! 😀

Efeito neve e paisagens sublimes! :-) Foto: GC/Blog Vambora!
Pura felicidade: efeito neve e paisagens sublimes! Foto: GC/Blog Vambora!

O parque é imenso e o tempo passou muito rápido: quando vimos já tinha começado a anoitecer e enfrentar aquelas estradas curvas a noite com gelo não estava nos planos.

Todo o planejamento e correria daquele dia, no fim tinha valido muito a pena: com absoluta certeza um dos lugares mais bonitos que já tínhamos ido na vida: totalmente sublime!

Inverno no Yosemite Park. Foto: GC/Blog Vambora!
Final do dia em Yosemite Park. Foto: GC/Blog Vambora!

Depois disso, vambora colocar o Yosemite Park nos seus planos de viagem?

+ informações: www.yosemitepark.com

*** Mais sobre o Yosemite Park:
A beleza sublime do Yosemite Park
Como chegar e onde se hospedar
Como viajar no inverno no Yosemite Park

Planeje aqui a sua viagem!

SEGURO DE VIAGEM: Seguro viagem com desconto para leitores do blog! Faça sua cotação na Seguros Promo para encontrar o seguro viagem com melhor preço. Leitores do blog tem 5% de desconto, além de poder parcelar no cartão em até 12x ou 5% a mais no boleto! Veja mais aqui.
HOTEL: Encontre promoções e reserve seu hotel pelo nosso parceiro Booking.
ALUGUEL DE CARRO: Compare preços nas melhores locadoras e reserve o carro na RentCars. A cobrança é feita em reais em qualquer local do mundo e você ainda vai poder dividir em 12x no cartão ou ter 5% de desconto no boleto.
CHIP DE CELULAR: Chip internacional pré pago para usar em 140 países com frete grátis para leitores do blog da EasySim. Veja mais.
PASSAGEM AÉREA: Promoções de passagens e compare os melhores preços na ViajaNet.
CÂMBIO: Moeda estrangeira com desconto especial para leitores do blog na Cotação. Veja mais.
INGRESSOS E ATRAÇÕES: Evite filas e já saia do Brasil com ingressos de museus, passeios e atrações pela Ticketbar. Veja mais.

23 COMENTÁRIOS

  1. Muito legal! E com lindas fotos!
    A gente lê que não vale a pena ir em um dia, que tem tanta coisa pra ver e tal, nem ir no inverno, mas poxa da pra ver o quanto aproveitou mesmo assim!
    Eu sou doida pra ir, mas pretendo passar uns dias pra fazer umas trilhas.
    Adorei esse post 😉

    • Obrigada CarlaZ!! E dá para aproveitar sim mas claro que é melhor tentar ficar mais alguns dias para explorar melhor.
      E eu voltaria para lá no inverno de novo se pudesse! As paisagens que eu já achava bonitas no verão, vendo em fotos, ficam ainda mais maravilhosas com a neve do inverno. É lindo!:-)))

  2. Faz muito tempo que comprei uma revista viagem e turismo, onde tinha uma reportagem falando sobre esse park. eu viajei nas fotos!!
    è um lugar que està nos meus planos de viagem…

    • Obrigada Gustavo! Realmente não dá para ir até Yosemite e não ficar pelo menos um dia lá (acho que o ideal são uns 2 ou 3).
      E no inverno é lindo! Agora, como todo mundo fala que ele é maravilhoso em outros períodos do ano, estou pensando seriamente em voltar para lá numa outra época! Acho que realmente vale a pena! 🙂

  3. Oi Guta,
    Estou indo para California em 05-02 e teu relato foi muito útil, pois devo pegar neve também. Queria tirar umas dúvidas: 1)Este trecho que é preciso caminhar até as sequóias, no final levou quanto tempo? É preciso calçado impermeável? 2) Este túnel que voce postou em vídeo não fica fechado no inverno? Qual caminho é este? 3)por último, em que mês voces foram? Qual eram os horários de luz durante o dia?
    Abç
    Jacques

    • Oi Jacques! Legal que as dicas estão ajudando! Vamos para as suas dúvidas:

      – No trecho de Mariposa Groove, para ver as sequóias, ficamos uns bons 40 minutos caminhando sem quase sair do lugar (devido a quantidade de neve e os nossos sapatos não conseguimos chegar até o fim). Leve sapato impermeável sim, de preferência com uma boa sola de aderência para você andar na neve. Nesse trecho ela é bem lisa (derrete e congela durante o dia) então fica complicado caminhar com rapidez. Bem na entrada, há uns galhos para ajudar a caminhar.

      – Esse túnel fica praticamente aberto todo o ano (só quando ocorre tempestades ou o tempo está fechado/nevasca, ele fecha). O túnel que fica ao norte é que fecha durante o inverno. Sobre o caminho dé uma olhada nesse post que tem todas as dicas de como chegar (usamos a entrada via Mariposa Groove): https://www.blogvambora.com.br/vivendo-e-aprendendo-yosemite-park-como-chegar-e-onde-ficar/

      – Fomos em Janeiro. Para saber os horários do pôr e nascer do sol na época em que vc for, dê uma olhada no site do Weather.com alguns dias antes de viajar.

      Espero que tenha ajudado!

  4. Obrigado pela ajuda Guta! Mas ainda fiquei curioso com o tempo total da caminhada. Vc falou em 40 minutos sem sair do lugar, mas quanto tempo no total devo reservar para esta visita as sequóias, contando ida e volta mais o tempo para percorrer as árvores? É que vamos eu, esposa e 2 filhos de 12 e 11 anos e quero já preparar a turma para encarar este desafio.

  5. Oi Guta! Só agora que reli é que percebi que voces não conseguiram chegar até as sequóias. Que pena! Você viu se outras pessoas “normais” conseguiam fazer este trecho ou só com equipamento de neve e bom preparo é que se consegue chegar a elas? Neste período que voces foram havia neve em excesso ou era a quantidade normal para esta época?

    • Oi Jacques! Realmente a gente não conseguiu ir até o fim, porque pela demora e nossa falta de preparo para andar no gelo não ia dar tempo de aproveitar o resto do parque. Mas indo com tênis apropriados deve dar! Muita gente um pouco mais preparada nós ultrapassou fácil! 🙂 O site do parque diz que a distância do estacionamento até as árvores são uns 3km, então é bom estar preparado. O que vi muita gente fazendo era ou caminhando com um ski ou com aquelas raquetes nos pés sabe? Não custa tentar! As vezes você pode pegar menos neve que nós e caminhar por lá mais facilmente.

      Nessa época tinha neve mas não em excesso (o que não quer dizer pouco) e o tempo estava bom. Para quem nunca tinha visto neve de perto achamos bastante, mas pelo visto era o normal. Só cuidado para dirigir na estrada pela manhã e a noite, quando uma camada fina de gelo se forma e fica difícil controlar o carro. Ande devagar e com cuidado.

      Depois conte aqui se vocês conseguiram chegar nas Sequóias! Na torcida para que dê certo!
      Abs!

  6. Olá, estou adorando suas dicas!
    estou programando uma visita para yosemite no começo de janeiro mas uma das minhas grandes peocupaçoes é dirigir no inverso, por causa da neve e necessidade de correntes.
    Como foi com vcs? As estradas estavam limpas? Vcs precisaram de correntes?
    Ah, uma última dúvida: vc sabe se carros com traçao 4×4 dispensam as correntes?
    desde já, mto obrigada!!

    Claudia

  7. Oi Guta, estamos planejando uma ida ao Yosemite em abril/2015 que já é primavera nos EUA. O que vc acha? É uma época boa para visitar o local? Vc tem como dar alguma dica porque estamos querendo ir de carro de Las Vegas até Yosemite é bom? O que conseguimos ver em um dia de parque?
    Aguardo seu retorno e obrigada.
    Heloisa Tepedino

  8. Olá Guta!
    Muito legal o seu relato. Fiquei com mais vontade ainda de ir! Acontece que vou para San Francisco no inverno e estou um pouco receoso em relação às estradas, já que planejo ir de carro com a família. Minha ideia é sair de San Francisco em 16/01/2016 e passar duas noites em algum hotel no Yosemite. Depois eu iria direto do parque para Monterey. O que você acha? Há risco das estradas que terei que pegar ficarem fechadas e eu não conseguir chegar lá ou ficar preso por lá na volta? Você recomenda algum hotel para ficar com a família (meus filhos têm 10 e 7 anos)?
    Desde já muito obrigado!
    Abs.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, coloque seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui