Relato de viagem: O que fazer em Jericoacoara – Passeios e melhores atrações

6
O que fazer em Jericoacoara: assistir o por do sol na Duna do Por do Sol! Foto: GC/Blog Vambora
O que fazer em Jericoacoara: primeira coisa é assistir o por do sol na Duna do Por do Sol! Foto: GC/Blog Vambora

Procurando o que fazer em Jericoacoara, no Ceará? Então esse post é para você! Escolhido como melhor destino de viagem da América do Sul em 2017 (veja aqui), Jeri é mesmo um lugar muito especial no Brasil, um verdadeiro paraíso cada vez mais descoberto pelos brasileiros.

A beleza de Jeri está em muitos lugares, mas o destino é mais famoso pelas suas lagoas do que por suas praias. Não que as praias em Jericoacoara sejam ruins, é que o diferencial de lá são mesmo suas lagoas de água doce com cores esverdeadas e transparentes. Então ao escolher o que fazer em Jericoacoara, vale intercalar dias para conhecer as lagoas e dias para curtir as praias.

Lagoa Grande em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!
Lagoa Grande em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

Abaixo você confere então os principais passeios e melhores atrações de Jericoacoara, que você não pode perder quando for viajar. Vambora!

O que fazer em Jericoacoara: Passeios e melhores atrações

1-) Praia de Jericoacoara e Duna do Por do Sol

Por do Sol em Jericoacoara
Por do Sol em Jericoacoara, na Duna do Por do Sol. Foto: GC/Blog Vambora!

Chegando em Jericoacoara vá direto para a praia de mesmo nome e curta no mínimo um por do sol na Duna do Por do Sol (provavelmente você vai fazer esse programa quase todos os dias da sua viagem, de tão bonito e gostoso que é).

A Praia de Jericoacoara, não possui águas tão claras como outras da costa cearense, mas a beleza da praia está na maré, que possibilita diferentes cenários, durante a baixa e a alta. Na baixa, especialmente, é quando fica mais bonita, quando seu formato em curva fica mais evidenciado e o banho de mar fica ainda mais gostoso.

Duna do Por do Sol Jericoacoara
Subindo a Duna do Por do Sol em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

O lado esquerdo da praia tende a ser o mais vazio e o direito onde a maioria das pessoas fazem aulas de Wind surf. Atenção: há muitos animais em Jeri, especialmente cães e gatos que também adoram uma praia, então não se assuste em ver os animais andando por lá livremente, na maioria das vezes sem dos donos ou responsáveis. Apesar de bem fofos, o lado ruim disso é que a Praia de Jericoacoara é famosa por passar bicho de pé e bicho geográfico, então ao andar pela areia por aqui, procure sempre estar de chinelo.

Cachorros na praia de Jericoacara
Os cachorros da Praia de Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

Ainda no lado esquerdo da praia fica a atração mais famosa de Jericoacoara: a Duna do Por do Sol. Hoje com 30m de altura, a duna já foi muito mais alta, mas o vento de Jericoacoara é impiedoso e foi com o tempo reduzindo a sua altura e levando-a mais para perto do mar. A previsão é que daqui alguns anos essa duna não exista mais pela ação do vento e seja substituída por uma outra, logo atrás, que seguirá o mesmo destino.

Observação: Para quem não sabe, Jericoacoara está dentro de uma Parque Nacional de dunas (que você conhecerá durante o passeio pelo lado leste – veja logo abaixo), cujo o vento, o grande protagonista de Jeri, é ao mesmo tempo o criador e vilão das dunas de lá, criando-as, deixando-as altas, e ao mesmo tempo, soprando-as em direção ao mar, até que deixem de existir.

Duna do Por do Sol em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!
Hora da foto na Duna do Por do Sol em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

Todos os dias, centenas de pessoas se dirigem até a Duna do Por do Sol, bem pertinho do centro da vila para acompanhar o por do sol, que ocorre por volta das 18h. Já por volta das 16h/17h, os turistas vão subindo para garantir seu lugar. Lá em cima, há pessoas que vendem bebidas, mas o que todo mundo gosta de fazer lá, além de ver o por do sol, é tirar fotos e selfies. 🙂

2-) Passeio lado LESTE

Parque Nacional de Jericoacoara
Dunas do Parque Nacional de Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambpra!

O passeio mais famoso de Jericoacoara, vai das 9h até umas 16h e passa por algumas das melhores atrações de Jericoacoara. Todas as agências de turismo fazem esse e o passeio para o lado oeste (veja abaixo), com algumas pequenas alterações.

Nós fizemos com a empresa Jeri Férias, a mesma que realizamos o translado de Fortaleza (veja aqui). Como nós gostamos muito do transfer, resolvemos fechar também os passeios com eles, ainda mais porque tendo feito o transfer, eles nos ofereceram um ótimo desconto para fechar os dois passeios.

Lagoa do Paraiso Jericoacora
Lagoa do Paraiso em Jericoacora, com redes na ‡água. Foto: GC/Blog Vambora!

O mesmo pode ser feito de buggy (para até 4 pessoas) ou quadriciclo (para até 2 pessoas). O valor médio do buggy é de R$ 350,00 e do quadriciclo R$ 450,00. O buggy você pode querer dividir com outras pessoas ou como foi nosso caso, fechamos ele privativo para 2 pessoas, o que deixou o passeio bem mais personalizado.

São essencialmente 6 paradas durante o passeio do Lado Leste:

-> Visita ao Parque Nacional de Jericoacoara, com suas dunas maravilhosas (e após o período de chuvas, as lagoas que se formam entre as dunas). São diversas, muito altas e em algumas delas você pode subir.

Dunas do Parque Nacional de Jericoacoara.
Dunas do Parque Nacional de Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

-> Lagoa do Paraíso: A mais famosa de Jericoacoara, por possuir as águas mais claras, quase um tom azul/esverdeado e suas redes para ficar deitado, só relaxando na praia.

Essa é a atração principal do passeio. Uma boa dica é pedir para o bugueiro para que ela seja uma das primeiras paradas, para chegar na lagoa mais cedo e aproveitá-la mais vazia, antes da maioria dos turistas e excursões (que em geral começam o passeio do Lado Leste pela Pedra Furada – veja mais abaixo).

Lagoa do Paraiso em Jericoacoara
Lagoa do Para’íso em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

Já na hora do almoço a lagoa fica bemmm cheia, especialmente durante a alta temporada e finais de semana. Existem poucos bares e restaurantes na Lagoa do Paraíso, sendo o Alchymist Beach Club, o maior e com mais infra estrutura, onde geralmente os bugueiros deixam os visitantes. Nele, há mesas dentro do restaurante, na areia e também mesas e espreguiçadeiras bem próximas da água. Quem quer ficar aqui, paga caro, mas quem fica nas mesas na areia, paga apenas o que consumir.

Nós optamos por só beber e petiscar algo no restaurante antes de ir para a próxima parada (acabamos almoçando mais tarde em Jeri mesmo, que pelo preço e qualidade vale mais a pena).

Alchymist Beach Club em Jericoacoara, na Lagoa do Para’íso. Foto: GC/Blog Vambora!
Alchymist Beach Club em Jericoacoara, na Lagoa do Para’íso. Foto: GC/Blog Vambora!

-> Lagoa Azul: Era uma das lagoas mais cheias em Jericoacoara (de água e turistas), mas devido a seca na região hoje encontra-se fechada, impossível para banho. O restaurante que ficava por lá inclusive está fechado. Torcendo para que a chuva desse ano venha e encha novamente a lagoa, inclusive a do Paraíso também, que em outros anos já esteve bem mais cheia (e bonita).

Árvore da Preguiça em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!
Árvore da Preguiça em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

> Árvore da Preguiça: Outro ponto super turístico de Jericoacoara, a árvore que devido ao vento forte e constante cresceu deitada. É impressionante ver e pensar que ela está assim devido ao vento e um bom lembrete do quanto venta em Jeri (muitooo, o ano todo!).

Pedra Furada em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!
Pedra Furada em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

-> Pedra Furada: Essa parada nem todos os passeios de buggy fazem mas você pode pedir para o seu bugueiro ir, especialmente se for no final de tarde para ver o por do sol. Como chegar na Pedra Furada a pé demanda um certo esforço de caminhada, se você quiser facilitar um pouco o passeio, ir de buggy é uma boa opção (veja mais abaixo como ir por conta própria). Em Julho, o por do sol coincide com a abertura da Pedra Furada, fazendo um lindo espetáculo.

+ Veja qual é a melhor época para ir para Jericoacoara

3-) Passeio lado OESTE

Lagoa Grande em Jericoacoara, hoje em dia a mais cheia de água. Foto: GC/Blog Vambora!
Lagoa Grande em Jericoacoara, hoje em dia a mais cheia de água. Foto: GC/Blog Vambora!

Para nós, o passeio mais bonito em Jeri e como o do lado leste, dura o dia todo. O valor é um pouco mais caro, cerca de R$ 400 para o buggy com até 4 pessoas, já que a distância desde Jericoacoara é um pouco maior. Essas são as paradas do passeio no lado Oeste:

-> Cavalo Marinho: Depois de passar pela praia e atravessar um braço de mar, que divide os municípios de Jijoca de Jericoacoara e Camocin, há possibilidade de ver um berçário natural de espécies de cavalos marinhos da região. Para tanto, se pega um barco bem simples e, por volta de 20 minutos, procura os animais no rio.

Passeio lado Oeste Jericoacoara
Balsa que leva ao roteiro do lado oeste de Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

Essa é uma parte opcional do passeio pelo Lado Oeste, que se paga separadamente. Acho que vale a pena para quem nunca viu um cavalo marinho, mas é realmente a parte menos surpreendente desse passeio pelo lado Oeste. Quem não quiser ir, é só pedir para o bugueiro ir para a próxima parada!

Mangue Seco em Jericoacoara, no passeio Lado Oeste. Foto: GC/Blog Vambora!
Mangue Seco em Jericoacoara, no passeio Lado Oeste. Foto: GC/Blog Vambora!

-> Mangue Seco: Quem diria que existe também um Mangue Seco no Ceará, além da famosa praia da Tieta do Agreste entre a Bahia e Sergipe. Aqui a paisagem é linda, com uma floresta de mangue, com raízes de até 3m de altura! Redes, balanços e a paisagem do mar ao fundo com as raízes, tornam o cenário perfeito para milhares de fotos.

Passeio de buggy nas dunas de Jericoacoara, no lado oeste. Foto: GC/Blog Vambora!
Passeio de buggy nas dunas de Jericoacoara, no lado oeste. Foto: GC/Blog Vambora!

-> Aqui começa a emoção de andar pelo Parque das Dunas como você provavelmente nunca viu na vida. A paisagem é exuberante, as dunas imensas e muito, mas muitoooo altas! Para quem vai de buggy, a emoção é maior pela velocidade e altura dos cânions entre dunas.

Passeio de Buggy e quadriciclo Jericoacoara
Passeio de Buggy e quadriciclo em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

Quem vai de quadriciclo a emoção também é grande, pois mesmo tendo que passar por dunas menos inclinadas por segurança (para não capotar) o frio na barriga é extremo! Ou seja, é legal para todo mundo! Na época da cheia, se formam lagoas bem grandes entre as dunas deixando o passeio ainda mais bonito.

-> Lagoa Grande: A maior da região é também a mais cheia. Ainda que a água não seja tão clara quanto a Lagoa do Paraíso (devido a vegetação no fundo), achamos essa a lagoa mais bonita, pois mesmo na seca, era a mais cheia de água.

kitesurf Lagoa Grande Jericoacoara
kitesurf na Lagoa Grande em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

Por ser maior, tem mais opções de bares e restaurantes na sua margem, todos em sua maioria muito simples, mas ainda sim, com as famosas redes dentro da água. Essa é a parada que indicam para o almoço, mas como no passeio pelo lado Leste, quem quiser só pode petiscar e beber algo, para almoçar em Jeri.

Dona Delmira Vila de Tatajuba Jericoacoara
Dona Delmira contando historias da Vila de Tatajuba em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

-> Velha Tatajuba: Uma vila que foi coberta totalmente pelas dunas nos anos 70. É impressionante ver os restos da antiga vila, cuja história é contata pela Dona Delmira para todos os turistas que passam por lá. A volta do passeio é pela praia direto até Jeri, no fim de tarde.

Tanto o passeio pelo lado Leste como o Oeste são os dois tours básicos e essenciais para se fazer em Jericoacoara, que não dá para fazer por conta própria. As demais atrações podem ser vistas e feitas sem tours, como você confere abaixo.

4-) Pedra Furada

Pedra Furada em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!
Pedra Furada em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

Impossível pensar em Jericoacoara, sem a Pedra Furada, uma das maiores e mais famosas atrações de Jeri e um dos cartões postais do Ceará

Como deu para ver acima, quem faz o passeio pelo Lado Leste, tem a opção de conhecer a Pedra Furada via buggy ou quadriciclo, mas é possível visitá-la por conta própria saindo da vila de Jericoacoara e indo a pé.

Existem dois caminhos que levam até a Pedra Furada:

-> Via vila de Jericoacoara: É o caminho mais curto, passando pela Serra do Serrote. Para tanto, siga pela Rua do Forró até o final e vire a esquerda, seguindo pela estrada de areia e grama (muitas vezes com vaquinhas pelo caminho), onde há também um farol. Depois se anda um trecho só de areia (que pode ser feito de charretes) até chegar no alto do morro de frente para a pedra. Daqui basta descer a “piranbeira” (altamente inclinada) até a Pedra Furada lá em baixo. Dá por volta de 30/40 minutos e é o caminho mais fácil e rápido.

Observação: Para quem vai de buggy, dependendo da maré eles te deixam ou na praia próxima ou no alto do morro. Ou seja, ainda terá que caminhar um pouco para chegar na atração.

Pedra Furada vista da Serra do Serrote. Foto: GC/Blog Vambora!
Pedra Furada vista da Serra do Serrote. Foto: GC/Blog Vambora!

-> Via Praia: É o caminho mais bonito, feito todo pela praia, via Praia da Malhada, do lado direito da Praia de Jericoacoara. Esse caminho é indicado para se fazer na maré baixa, pois na alta você terá que subir o morro do Serrote alguma hora ou outra e terá que escalar algumas pedras para chegar até a Pedra Furada. O percurso dura aqui por volta de 1h/1h30.

Nós optamos por fazer esse caminho, porque era o mais bonito, com vista para o mar, mesmo com a maré começando a subir. O resultado foi uma verdadeira aventura! rs De Jeri até a Praia da Malhada (veja abaixo) foi bem tranquilo. Chegando no final da praia a maré já não possibilitava seguir por baixo, por isso subimos um morro íngreme, chegando na serra do Serrote e de lá, seguimos uma trilha, dai bem bonita, com vista para o mar, rumo à Pedra Furada.

Trilha para Pedra Furada em Jericoacoara, pela praia. Foto: GC/Blog Vambora!
Trilha para Pedra Furada em Jericoacoara, pela praia. Foto: GC/Blog Vambora!

O problema é que essa trilha no morro, e ao lado do mar, dá numa praia bem perto da Pedra Furada. Até ai ótimo, o problema foi passar dessa praia para onde está a atração. São muitas pedras, escorregadias, altas, vãos, pequenas cavernas…Sozinha teria dado meia volta e ido embora, mesmo tendo andado tanto, pois para quem não conhece, para mim era impossível passar por ali.

A sorte é que tinha alem de nós havia alguns locais passeando por lá. Eles insistiram que dava para passar e lá fomos com eles. Diria que foi uma aventura, por causa do receio de molhar o equipamento e chinelo escorregadio, mas no fim, mesmo com a canseira e stress de passar e escalar as pedras valeu, só não recomendo para ninguém! 😀 Tanto que no nervoso não tirei nenhuma foto dessa parte do perrengue, só queria sair logo de lá! 😀

A chance de virar o pé, molhar e perder equipamento (celular, máquina), escorregar e cair nas pedras é grande, então só vá mesmo com a certeza de que a maré ou está no seu máximo de baixa ou abaixando, se não é realmente complicado fazer esse caminho. Crianças e idosos de nenhum jeito devem fazer esse caminho, sendo muito mais tranquilo e seguro indo pela vila (ainda que se tenha que descer e subir o paredão íngreme até a pedra).

5-) Praia da Malhada

Praia da Malhada em Jericoacoara
Praia da Malhada em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

Fica do lado direito da Praia de Jericoacoara e durante a maré baixa possui ótimas piscinas naturais. Na maré alta, a praia fica mais complicada, já que como possui muitas pedras, fica mais perigosa para o banho.

kitesurf na Praia da Malhada em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!
kitesurf na Praia da Malhada em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

Aqui já é um point de kitesurf, onde se pode ter aulas ou mesmo ficar vendo profissionais treinando. E a vontade que deu de aprender kitesurf?! Só faltou tempo…

Piscinas naturais, na praia da Malhada em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!
Piscinas naturais, na praia da Malhada em Jericoacoara. Foto: GC/Blog Vambora!

A Praia da Malhada não possui nenhuma estrutura de bar, restaurante, cadeira, guarda sol, então leve tudo com você, especialmente água se for passar muito tempo lá curtindo a praia.

+ Veja onde se hospedar em Jericoacoara: dicas de hotéis e pousadas

6-) Praia do Preá

Praia do Preá. Foto: GC/Blog Vambora!
Praia do Preá. Foto: GC/Blog Vambora!

Aqui é o verdadeiro paraíso dos kitesurfistas, com vento perfeito e mar calmo, ótimo para a prática. O mar aqui é muito gostoso e bem mais vazio do que em Jericoacoara, então é também um lugar ótimo para o banho.

Kitesurf na Praia do Preá, no Ceará. Foto: GC/Blog Vambora!
Kitesurf na Praia do Preá, no Ceará. Foto: GC/Blog Vambora!

Você visita a Praia do Preá pelo passeio do Lado Leste, mas é possível vir para cá também por conta própria, através de jardineiras que saem da vila de Jericoacoara. Aqui se encontra muitos bares, restaurantes e hotéis, como o ótimo Rancho do Peixe, para quem quiser curtir a praia com mais tempo e dias.

No próximo post, vamos publicar dicas de lugares onde comer em Jericoacoara, de restaurantes, bares até lugares na praia para curtir e aproveitar o dia. Vambora!

*** Veja mais dicas de JERICOACOARA no blog:
Onde se hospedar em Jericoacoara: Dicas de Pousadas e hotéis
Como chegar e quando ir para Jericoacoara

Planeje aqui a sua viagem!

SEGURO DE VIAGEM: Seguro viagem com desconto para leitores do blog! Faça sua cotação na Seguros Promo para encontrar o seguro viagem com melhor preço. Leitores do blog tem 5% de desconto, além de poder parcelar no cartão em até 12x ou 5% a mais no boleto! Veja mais aqui.
HOTEL: Encontre promoções e reserve seu hotel pelo nosso parceiro Booking.
ALUGUEL DE CARRO: Compare preços nas melhores locadoras e reserve o carro na RentCars. A cobrança é feita em reais em qualquer local do mundo e você ainda vai poder dividir em 12x no cartão ou ter 5% de desconto no boleto.
CHIP DE CELULAR: Chip internacional pré pago para usar em 140 países com frete grátis para leitores do blog da EasySim. Veja mais.
PASSAGEM AÉREA: Promoções de passagens e compare os melhores preços na ViajaNet.
CÂMBIO: Moeda estrangeira com desconto especial para leitores do blog na Cotação. Veja mais.
INGRESSOS E ATRAÇÕES: Evite filas e já saia do Brasil com ingressos de museus, passeios e atrações pela Ticketbar. Veja mais.

6 COMENTÁRIOS

  1. Olá, adorei suas dicas!! Irei para Jeri daqui 14 dias e estou mega ansiosa montando meu itinerário.
    Você saberia informar de onde sai a jardineira para a praia do Preá?
    E sobre a praia da Malhada, como não há barraquinhas nem nada, é confiável deixar as coisas na areia e entrar no mar? Só vai eu e meu namorado e estamos com um pouco de medo, você teria alguma dica de como proteger os pertences ou se é seguro?

    Muiiiito obrigada! Beijão

    • Olá Beatriz,
      Que bom que gostou das dicas aqui do Vambora!
      Já viu nossos outros posts e dicas sobre Jeri aqui no blog? Tem até um roteiro completo do que fazer, veja: https://www.blogvambora.com.br/category/brasil/ceara/jericoacoara/
      Sobre sua dúvida, a jardineira sai do centro da vila de Jeri. É só perguntar no seu hotel/pousada que eles vão saber te informar como pegá-las.
      E sobre a questão da segurança, achei bem tranquilo. A praia da Malhada inclusive não é tão cheia.
      Mas caso fiquem inseguros em deixar os pertences, a opção é mesmo alguém ficar de olho enquanto o outro dá um mergulho…
      Boa viagem!

  2. Olá, adorei as dicas!! Tenho uma dúvida, é melhor fechar os passeios antes da viagem? Ou fechando no dia que chegar é tranquilo? Tenho medo de estar lotado e não ter vaga… O que vcs indicam? (vou para Jeri no final de Janeiro).
    Obrigadaa 🙂

    • Olá Fernanda,
      Nessa época dá para fechar lá mesmo os passeios se quiser. O que fizemos, por exemplo, foi logo no primeiro dia que chegamos em Jeri, já acertamos os passeios, com eles dando inclusive um belo desconto. Foi super tranquilo!
      Boa viagem!!

      • Obrigada, vou fazer isso! E outra dúvida, se quisermos alugar um quadri/buggy e ir fazendo os caminhos por nós mesmos também daria? Ou é melhor não arriscar e fechar os passeios mesmo?

        • Olá Fernanda,
          Não indico andar de buggy pelas dunas por conta própria, algumas vezes pode ser bem perigoso e os caminhos estão sempre mudando pelo vento. Vale ir com o guia (geralmente no quadriciclo vai uma moto na frente) que além de ajudar no caminho serve também como guia (e muitas vezes fotógrafo rs). Isso é o mais comum lá mesmo.
          Boa viagem!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, coloque seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui