Relato de viagem: O que fazer em Cunha (SP) – Roteiro com atrações e passeios

7

Atualizado em

Lavandario de Cunha
Por do sol no Lavandário de Cunha. Foto: LG/Blog Vambora!

Cunha é uma cidade no interior de São Paulo, repleta de atrações lindas e surpreendes! Destino ótimo para ir em casal ou família, veja aqui o que fazer em Cunha, desde atrações e passeios, até onde comer bem na cidade. 

Nós precisamos dizer que adoramos conhecer Cunha e ficamos impressionados com a beleza de atrações como O Lavandário e cachoeiras como a do Pimenta.

Juntamos então todas as nossas dicas e experiência de viagem na cidade, fazendo esse roteiro do que fazer em Cunha em 1, 2 ou 3 ou mais dias. Confira abaixo e Vambora para Cunha!

1-) Onde fica e Como chegar em Cunha

Cunha
Cunha fica na Serra do Mar, na divisa entre Rio de Janeiro e São Paulo. Foto: GC/Blog Vambora!

A cidade de Cunha fica localizada no Estado de São Paulo, bem próximo da divisa com o Rio de Janeiro, na região da Serra do Mar e do Parque Estadual da Serra da Bocaina.

São Paulo fica a cerca de 235km de distancia, indo pela Rodovia Dutra (BR-116) e depois seguindo a partir de Guaratinguetá pela SP-171. Já o Rio de Janeiro, fica a 306km, também via BR-116.

Ela fica bem próxima da cidade de Paraty, apenas 46km de distancia, através da Estrada Cunha-Paraty, uma continuação da SP-171. Essa estrada, aliás é chamada de estrada-parque, pois passa pelo parque da Serra do Mar e também tem trechos da Estrada Real, conhecida também por Caminho do Ouro.

Estrada Real Caminho do Ouro
Tótens marcando o Caminho do Ouro em Cunha. Foto: LG/Blog Vambora!

A estrada Cunha-Paraty, nesse trecho de serra, permaneceu fechada por muito tempo para melhoria de condições e asfaltamento, até ser reaberta em 2016. Nesse pedaço, inclusive, o tráfego é liberado apenas das 7h até as 17h, sendo asfaltada com paralelepípedos.

Depois da serra, seguindo para Paraty, as condições da estrada ainda não são muito boas, incluindo muitas curvas fechadas e falta de acostamento em muitos trechos, por isso, infelizmente, acidentes são comuns. Vale ter muito cuidado nessa parte da estrada caso deseje ir de Paraty até Cunha (ou vice versa).

Já os trechos entre Cunha e o parque da Serra do Mar estão em excelentes condições, com ótimo asfalto, mesmo sendo uma estrada de pista simples. Por aqui ficam também grande parte das maiores atrações locais, como o Lavandário, a Pedra da Macela entre outros (veja mais sobre o que fazer em Cunha abaixo).

Dessa forma, a melhor forma de chegar em Cunha é de carro, já que você vai provavelmente usar muito ele para se deslocar por todas as atrações da região.

+ Veja preços de aluguel de carro

É possível ir também de ônibus para Cunha (indo até Guaratinguetá-SP e depois no terminal pegar um outro ônibus para Cunha), porém na cidade em si não há muitos ônibus locais e táxis para circular de maneira fácil. Ou seja, quem puder, vá de carro mesmo e se não tiver, vale alugar um para a viagem.

2-) Veja o que fazer em Cunha em 1, 2, 3 ou mais dias

Lavandario Cunha
Lavandario em Cunha, na Serra do Mar. Foto: GC/Blog Vambora!

Vale a pena ficar pelo menos 2 dias em Cunha para conhecer as atrações mais básicas da região. Quem puder ficar 3 ou 4 dias, dai já possível conhecer e fazer grande parte dos passeios. Confira então abaixo o que fazer em cunha em 1, 2, 3 ou mais dias:

  • 1 dia em Cunha

Chegando de viagem, aproveite o seu primeiro dia para já conhecer o seu centro histórico e ir conhecer algum dos restaurantes da cidade.

Como Cunha é uma cidade pequena, dá para conhecer o centro histórico a pé mesmo, passando pela Igreja Matriz, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, de 1731, bem no coração da cidade.

Igreja Matriz em Cunha
Igreja Matriz, no centro da cidade. Foto: LG/Blog Vambora!

Em volta dela você pode aproveitar para conhecer também o Mercado Municipal de Cunha (de 1913), que ainda que seja pequeno, tem bancas vendendo produtos típicos, como cachaça, queijos, doces, artesanato ,etc. Ainda na região, fica a Praça do Rosário com uma bonita vista da cidade e das montanhas.

Para comer, vale almoçar no restaurante Melhor Hora, com preço fixo, podendo se servir a vontade (incluindo sobremesa) por preço justo. Depois dá para ir tomar um café e experimentar os doces da Doceria da Cidinha, ou o Café Arte e Empório e a chocolateria Vanira Fagundes (veja mais sobre os restaurantes de Cunha, mais abaixo).

ceramica em cunha
Galeria Quinta Essência. Foto: GC/Blog Vambora!

Cunha é famosa por suas cerâmicas, por isso, dá para ver no centro alguns lugares bem legais como a Galeria Quinta Essência (que possui trabalhos de diversos artistas da região, um pouco mais conceituais) e outros ateliês e lojas menores, como a Cerâmica Carol Tsai, que produz lindas peças de louça para casa por bom preço.

Ainda na praça central, bem ao lado da igreja Matriz, é comum acontecerem festas durante todo o ano, como festivais de gastronomia, musica, cerâmica, etc. Para ver a programação completa, vale conferir o site da Prefeitura de Cunha que tem o calendário atualizado para o ano todo.

Capital dos Fuscas Cunha
Capital dos Fuscas! Foto: LG/Blog Vambora!

Curiosidade: Cunha é conhecida como a capital do Fusca no Brasil e por isso você encontra fuscas por toda a cidade! Em frente a igreja Matriz, sempre tem vários, super bem cuidados e lindos!

Se for uma sexta, sábado ou domingo (e feriado), já aproveite esse dia para conhecer também O Lavandario, uma das maiores atrações de Cunha! O ideal é ir antes do por do sol, já que o espetáculo das plantações de lavandas fica ainda mais lindo nessa hora do dia.

Lavandas em Cunha
Lavandário. Foto: GC/Blog Vambora!

Como no Lavandário eles fazem o plantio e poda das lavandas de forma rotativa em toda a propriedade, é possível ver as lavandas em qualquer época do ano! Para ver as dicas para visitá-lo, confira esse post que fizemos com todas as informações: Lavandário de Cunha – Todas as dicas para ir conhecer!

  • 2 dia em Cunha

Ceramica em Cunha
Cerâmica em Cunha. Foto: GC/Blog Vambora!

Dia dedicado para conhecer algumas das maiores atrações de Cunha! Se o dia amanhecer bonito e a previsão do tempo é de nenhuma nebulosidade, a dica é ir logo para a Pedra da Macela. Ela é ponto turístico mais famoso da região, com uma vista belíssima do litoral de Paraty, podendo ver até Ilha Grande e Angra dos Reis em dias mais claros.

O local é alto, fica a 1840 metros, bem na divisa dos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro e pode ser acessado até determinado ponto de carro, na Estrada Cunha-Paraty (sentido Paraty). Depois disso, é preciso encarar uma trilha de 2km, bem íngreme, praticamente 100% do tempo. A trilha é asfaltada, porém não possui nenhuma sombra ou qualquer tipo de apoio para a subida.

Vale ir com roupas confortáveis, tênis, boné, protetor solar e água. Como é o ponto mais alto da região, é comum ter muitas nuvens ao longo do dia, o que pode estragar a surpresa da vista. Por isso, quanto mais cedo for, melhor, conferindo sempre a previsão do tempo antes de ir.

A gente por exemplo não conseguiu subir devido ao clima, sempre com muitas nuvens na nossa viagem. Então, subir a Pedra da Macela vai ter que ficar para a próxima viagem para para a região..

Cervejaria Wolkenburg Cunha
Cervejaria Wolkenburg, vale conhecer mesmo sem subir a pedra da Macela. Foto: GC/Blog Vambora!

Na volta, se for um sábado, domingo ou feriado, aproveite para conhecer a Cervejaria Wolkenburg, localizada na estrada que leva até a Pedra da Macela. De produção artesanal, eles possuem diversos rótulos excelentes, num local cercado pela natureza.

Depois de tanto exercício, a dica é fazer um programa mais leve, como visitar os ateliês de cerâmica em Cunha. A tradição de cerâmica na cidade começou com imigrantes japoneses que vieram para a região e trouxeram a técnica do forno Noborigama.

Suenaga & Jardineiro Cunha
Ateliê de cerâmica Suenaga & Jardineiro. Foto: GC/Blog Vambora!

Dos ateliês, vale muito a pena conhecer o Suenaga & Jardineiro, um dos mais famosos e bonitos. Para comprar peças, um dos melhores lugares é a Casa do Artesão, que vende cerâmicas de diversos artesãos locais por ótimos preços. Por fim, com tempo, vale passear pela Rua Prof. Agenor Augusto de Araújo, que possui diversas lojas e ateliês de artistas locais.

Importante: a maior parte das atrações, lojas e restaurantes de Cunha tem horário de funcionamento apenas de sexta a domingo, além de feriados. Por isso, vale a pena visitar a cidade de preferência nesse período e sempre conferir nos sites e perfis oficiais das atrações e serviços os horários exatos de funcionamento.

  • 3 dias em Cunha

Cachoeira do Pimenta Cunha
Cachoeira do Pimenta. Foto: LG/Blog Vambora!

A região de Cunha possui diversas cachoeiras, sendo uma das mais bonitas e de fácil acesso a Cachoeira do Pimenta. O acesso dela inclui uma estrada de terra mas com boas condições.

Você pode parar seu carro na base do local ou mais para cima, o que facilita a pequena trilha que dá acesso a parte mais alta da cachoeira, e na minha opinião, a mais bonita.

O caminho é fácil e especialmente no fim de semana o local fica cheio, especialmente de jovens. Há uma lanchonete bem na base da cachoeira, além de banheiros.

Estrada Real - Caminho do Ouro - Cunha
Estrada Real em Cunha. Foto: GC/Blog Vambora!

Legal dizer que no caminho até a Cachoeira do Pimenta você passa por trechos originais da Estrada Real. Para quem não sabe, a estrada foi criada no século XVII pela Coroa Portuguesa para oficializar os caminhos do ouro e diamantes levados de Minas Gerais até os portos do Rio de Janeiro. Vale ficar de olho nos totens indicativos pelo caminho!

Depois, vale a pena conhecer o Contemplário, uma propriedade linda que também tem plantações de lavandas e outras plantas aromáticas, como alecrim e capim limão.

Além de caminhos, há mirantes por todo o Contemplário para ver as paisagens das regiões e muitos cantinhos instagramáveis. Há ainda uma loja vendendo produtos feitos com as plantas.

Contemplário em Cunha
Contemplário. Foto: LG/Blog Vambora!

O Contemplário fica localizado no trecho da Estrada Cunha –Paraty, onde também fica o Lavandario e o acesso a Pedra da Macela. Por aqui, ficam também muitos cafés e empórios deliciosos.

Então vale a pena passar para um café ou almoçar tanto no Fazenda Aracatu, como no Café Moara, ambos deliciosos. Veja mais abaixo nas dicas de restaurantes em Cunha.

  • 4 ou mais dias em Cunha

O que fazer em Cunha - Olival
O Olival: nova atração em Cunha. Foto: GC/Blog Vambora!

E com 4 ou mais dias em Cunha, vale conferir também essas outras atrações:

Parque Estadual da Serra do Mar: Criado em 1977, é a maior Unidade de Conservação de toda a Mata Atlântica, pegando uma área de 32 mil hectares, entre o Rio de Janeiro e São Paulo, com 25 municípios. O núcleo de Cunha, possui 4 trilhas que podem ser feitas sem qualquer ingresso ou custo. Somente em caso de grupos grandes, é necessário o agendamento de visita guiada.

Canto das Cachoeiras: Uma propriedade que possui um restaurante e uma cachoeira de super fácil acesso, trilhas e redário. Ótimo para ir em família.

O Olival: Uma nova atração surpreendente em Cunha, o Olival abriu em 2019 e possui uma grande plantação de oliveiras em plena serra do mar e rodeado pela mata atlântica. Eles fazem visitas guiadas pelo local, que inclui, entre outras curiosidades, música clássica para as oliveiras crescerem mais! Tem também um bom restaurante no local, ótimo para almoçar.

– Outras cachoeiras: Além da Cachoeira do Pimenta, Cunha possui outras cachoeiras mas de acesso mais complicado, como a do Desterro e do Jericó. A dica para ambas é ter mais tempo e ir com o carro mais alto, devido a estrada de terra em piores condições.

3-) Restaurantes em Cunha

Pub 81 em Cunha
Pub 81 com cervejas artesanais. Foto: GC/Blog Vambora!

Há diversos ótimos restaurantes em Cunha, inclusive dentro de alguns hotéis e pousadas, como foi o nosso caso na Pousada Barra do Bié.

Dependendo de onde você escolher se hospedar em Cunha, vale tomar um café reforçado pela manhã no seu hotel ou pousada, almoçar mais tarde e a noite comer na sua hospedagem ou levar algo para comer, já que a maioria dos hotéis e pousadas em Cunha ficam no eixo da estrada, sendo mais chato para dirigir a noite.

Nós já demos acima algumas dicas de restaurantes em Cunha, mas segue aqui a lista completa dos que gostamos para você ir experimentar:

Restaurantes no centro e arredores:

Restaurante em Cunha - Melhor Hora
Restaurante Melhor Hora em cunha: ótima comida caseira. Foto: GC/Blog Vambora!
  • Restaurante Melhor Hora: ótimo local para almoçar, perto da Igreja Matriz, com comida de qualidade e farta (incluindo sobremesa) por um preço fixo.
  • Café Arte e Empório: Ótimo também para almoçar, lanchar ou tomar um café. Fica aberto até as 20h da noite.
  • Doceria da Cidinha: Para um doce ou café a qualquer hora. Sua bala de coco é super famosa!
  • Chocolateria Vanira Fagundes: Lugar super fofo e bem arrumado, com chocolates mais lindos ainda.
  • Pub 81: Boa opção para ir comer a noite em Cunha, o Pub 81 tem ótimas cervejas artesanais, incluindo locais, além de boas opções para comer.
  • Restaurante Quebra Cangalha: Para uma refeição mais formal, é um dos restaurantes mais famosos e tradicionais de Cunha.
  • Do Gnomo Restaurante: Outro restaurante clássico, fica próximo da entrada da cidade. Bom para um almoço sem pressa.
  • Bethlehem Cozinha Artesanal: Boa opção para almoço ou jantar, perto dos ateliês de cerâmica, porém só atendem de sexta a domingo (almoço só no fim de semana).
  • Pizzaria Veloso: Boa opção de jantar em Cunha, para quem quer uma pizza, já que fica aberto até tarde e tem bons preços.

Restaurantes na estrada Cunha-Paraty:

Fazenda Aracatu sorvete
Fazenda Aracatu. Foto: GC/Blog Vambora!
  • Fazenda Aracatu: Um misto de café e empório, eles produzem e vendem por aqui diversos produtos artesanais, como pães, queijos, tortas, e sorvetes. Vale conhecer para tomar um lanche, café, etc. Nós gostamos tanto que passamos aqui duas vezes na nossa viagem.
  • Café Moara: No mesmo estilo que a Aracatu, só que com uma estrutura maior, com jardim grande e lojas vendendo souvenirs e produtos artesanais de Cunha.
  • Restaurante do Olival: A atração o Olival possui um ótimo restaurante, servindo das 12h às 16h, um menu com entrada, prato principal e sobremesa por preço fixo. Eles abrem a noite, mas somente para grupos com pelo menos 6 pessoas, com reserva.

Quem conheceu outros restaurantes em Cunha que gostou, aproveita e deixa a sua dica aqui nos comentários!

Já sabe então o que fazer em Cunha e qual será o roteiro e programação da sua viagem? Esperamos que essas dicas lhe ajudem a se planejar e conhecer essa cidade linda! Vambora!

*** VEJA MAIS DICAS DE CUNHA:
– Pousada Barra do Bié em Cunha: veja nossa experiência
– Lavandário em Cunha: como visitar
Casa Colonial Paraty, um lindo lugar para se hospedar em Paraty

Planeje aqui a sua viagem!
SEGURO DE VIAGEM: Seguro viagem com desconto para leitores do blog! Faça sua cotação na Seguros Promo para encontrar o seguro viagem com melhor preço. Leitores do blog tem 5% de desconto, além de poder parcelar no cartão em até 12x ou 5% a mais no boleto! Veja mais aqui.
HOTEL: Encontre promoções e reserve seu hotel pelo nosso parceiro Booking.
ALUGUEL DE CARRO: Compare preços nas melhores locadoras e reserve o carro na RentCars. A cobrança é feita em reais em qualquer local do mundo e você ainda vai poder dividir em 12x no cartão ou ter 5% de desconto no boleto.
CHIP DE CELULAR: Chip internacional pré pago para usar em 140 países com frete grátis para leitores do blog da EasySim. Veja mais.
PASSAGEM AÉREA: Promoções de passagens e compare os melhores preços na ViajaNet.
CÂMBIO: Moeda estrangeira com desconto especial para leitores do blog na Cotação. Veja mais.
INGRESSOS E ATRAÇÕES: Evite filas e já saia do Brasil com ingressos de museus, passeios e atrações pela Ticketbar. Veja mais.

7 COMENTÁRIOS

  1. Otima matéria!
    Amo essa cidade (meus pais moram lá) ♡

    Mas em tempos de Coronavirus, faltou apenas ressaltar que a cidade está fechada para turistas, com acesso controlado (pedem comprovante de residência).

    Espero que tudo volte logo ao normal e todos possam conhecer esse lugar maravilhoso!

    • Olá Juliana,
      Obrigada, que bom que gostou!
      E sim, são dicas não para viajar agora, apenas quando tudo estiver mais tranquilo e for possível. ♡
      A ideia é ficar em casa agora e continuar sonhando e planejando com as próximas viagens no futuro, que esperamos que seja bem próximo!
      Abs!

  2. Conheço Cunha desde 2005. A oferta de restaurantes, pousadas, empórios cresceu muito depois que abriram a estrada para Paraty. Tem pousadas para todos os bolsos o que faz o turista lá bem eclético. De mochileiro que só precisa de uma boa cama até outras mais sofisticada. A matéria foi ótima. Vale ressaltar aqui que há produtores de ótimas cachaças e produtos naturais de alta qualidade. Mas o bom mesmo é que tem festas o ano inteiro. O festival de inverno e o de jazz são top.Abraço

  3. Cidade onde nasceu minha Maezinha, meus tios
    Onde meus falecidos avos cresceram .
    Ultima vez que visitei cunha foi em 2009 .
    Saudades desse povo acolhedor .

  4. Guta muito boa sua materia, o vale esta cheio de cidades pitorescas e acessiveis, vc relatou aqui tudo que cunha tem de bom, e como acrescentou o amigo tem as cachachas tbm.
    Estamos iniciando um turismo receptivo responsável para possibilitar a todos conhecer e desfrutar muitos lugares que abrigam histórias, paisagens e sabores. Temos roteiros pra todos os gostos e bolsos. O Vale é rico em cultura, historia e tudo isso esta presente na culinária regional, turismo de aventura e ecologico tbm esta crescendo . Além da proximidade com o litoral norte de SP e sul do RJ que agregam praias paradisiacas ao passeio.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Por favor, coloque seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui