Vivendo e aprendendo: Viagem para o Atacama – Dicas para viajar bem preparado

31
Valle de la Luna Atacama
Valle de la Lua, no Atacama. Foto: GC/Blog Vambora!

Fazer uma viagem para o Atacama implica em ir para um dos lugares mais secos e altos do mundo, um deserto no meio do nada. O bom é que mesmo assim qualquer um pode viajar para lá, desde que esteja bem preparado ou melhor, viaje bem preparado.

Por isso, segue abaixo dicas para ajudar você a preparar a sua mala e viajar mais bem preparado para o Atacama. Vambora!

-> O que levar ao Atacama:

Não custa lembrar: o Atacama é um deserto, um dos mais, se não o mais seco, e de maior altitude do mundo (variando dos 2400 até mais 4000 m). Por isso, pode parecer óbvio mas água vai ser o item mais essencial durante toda a sua estadia. Ao chegar no aeroporto de Calama, a porta de entrada para a maioria dos turistas que vão ao Atacama, já dá para começar a sentir a falta de umidade do ar. Garganta, nariz e boca são os principais afetados e para isso só tem um remédio: ÁGUA, o tempo todo junto de você. Por isso, o primeiro item a ser comprado por lá é uma garrafinha, que todo mundo recomenda que você carregue cheia, onde quer que você vá.

produtos para se levar ao atacama
Produtos para levar e andar sempre junto na mochila, para homens e mulheres. Foto: GC/Blog Vambora!

Para complementar a hidratação, andar com um protetor labial, um colírio (daqueles que imitam lágrima) e soro fisiológico para colocar no nariz, também são essenciais. Para ajudar ainda mais na hidratação da pele (de homens e mulheres) levar uma água termal, tanto no inverno quanto no verão, ajuda a aliviar a sensação de calor e ressecamento, além de um hidratante para rosto, mãos e corpo. Dá uma baita diferença!

Tabela de Índice UV
Tabela de índice UV: todo cuidado com a incidência solar

Quem já sofre com “olho seco” ou tem alguma doença estilo “ite” (rinite, sinusite, etc), nem precisa dizer que andar com o colírio e soro o tempo todo na mochila é essencial (aliás, mochila, não bolsa mulheres: mais fácil para carregar as coisas já que boa parte do tempo e os passeios exigem uma certa caminhada).

Indice UV Atacama
Índice UV em San Pedro do Atacama. Foto: GC/Blog Vambora!

A secura e altitude também implicam num sol forte, o tempo todo, fazendo do protetor solar, outro integrante essencial da sua mochila. Como deu para ver nas fotos dos outros posts já publicados sobre o Atacama aqui no blog (veja aqui), o céu azul é constante, assim como os níveis de radiação altíssimos. Aliás, não é raro encontrar por lá esses painéis indicando o índice de raio ultravioleta (o UV) e quais são as formas de se proteger. Por isso, protetor solar, com no mínimo fator de proteção 30 é essencial (sendo o ideal mesmo, um de 50). Obs: olha o nível que estava nesse dia: 7, no limite da zona mais perigosa, e olha que era inverno…imagina no verão?! …..

-> Melhor época para viajar:

Salar do Atacama
Céu azul praticamente o ano todo no Atacama. Foto: GC/Blog Vambora!

Por ser um deserto, no verão as temperaturas durante o dia podem ficar muito altas e no inverno, a noite, ser muito frio, chegando a temperaturas negativas. Por isso, a melhore época para viajar ao Atacama é na primavera ou outono. De Dezembro a Março é a única época que pode chover (e quando chove é tudo de uma vez) e esse ano, em Agosto, pleno inverno, nevou em San Pedro do Atacama (veja aqui a notícia), fechando a estradas, etc…Realmente um lugar de extremos.

Outro fato importante: mesmo no verão, para os passeios em altas altitudes, como Gêiseres de El Tatio, o Salar de Tara e Lagoas Altiplânicas, o frio é grande por isso, levar roupas adequadas também é super importante (veja abaixo).

-> O que e como se vestir:

Primeiro item: óculos escuros, sempre. Há lugares, como o Salar do Atacama, que devido a superfície branca de sal, é praticamente impossível ficar lá sem estar com os olhos protegidos. E procure levar um óculos bom, com proteção aos raios ultravioleta. Aqueles baratinhos, de camelô, podem até ajudar no seu estilo, mas não vão proteger muito seus olhos por aqui, por isso procure levar um de qualidade.

Caminhada no Atacama
Chapéu e mochila durante as caminhadas no deserto. Foto: GC/Blog Vambora!

Em relação as peças de roupas, prepare-se para usar camadas, especialmente no inverno. Como a variação térmica nessa época é grande, e muitos dos passeios saem de manhã e voltam só no final da tarde, é preciso estar preparado para enfrentar temperaturas bem diferentes ao longo do dia.

No verão leve roupas leves, mas para os passeios prefira calças para proteger do sol, e sempre que possível blusas claras de manga comprida, devido aos altos índices de radiação solar. Chapéu, gorro ou boné sempre!

Roupas para vestir no Deserto do Atacama
Kit de roupas básico para encarar o inverno no Atacama. Foto: GC/Blog Vambora!

No inverno, já dá para optar pelas roupas escuras, que funcionam como uma barreira solar a mais. Nessa época, o trio blusa segunda pele + blusa de fleece para aquecer + jaqueta corta vento garante conforto durante todo o tempo. Nos altiplanos, não deixe de ir também com uma calça de 2ª pele, além de gorro, cachecol e luvas. Para mais detalhes desses ítens para o inverno, dê uma olhada nesse post aqui.

Nos pés, de preferência tênis para caminhada, especialmente aqueles de cano alto e sola mais grossa. Se não tiver, leve aquele que considera mais confortável para não ter que lidar com bolhas. Não esqueça de levar roupa de banho também, especialmente para quem vai fazer os passeios para as termas de Puritama e à Laguna Cejar.

Obs: Viu que a água apareceu de novo na foto lá de cima? Pois é: só para não esquecer que esse é o seu item essencial! 😉

-> Cuidados com saúde:

San Pedro do Atacama é um vilarejo com pouca infra estrutura médica, por isso, leve todos os seus medicamentos usuais e aqueles que você pode vir a usar e já está acostumado (para gripe, dor de cabeça, enjôo, dor de barriga, etc). Como a maior e mais próxima cidade é Calama, há mais um menos 1h30 de distância de San Pedro, é bom viajar com a farmácia particular abastecida.

San Pedro de Atacama
O simples mas simpático vilarejo de San Pedro de Atacama. Foto: GC/Blog Vambora!

Outra coisa essencial em qualquer viagem, mas especialmente importante quando se trata de um turismo mais de aventura como esse do Atacama: viajar com um seguro viagem. Se caminha, mudam as temperaturas, altitudes, e você estará longe de qualquer centro médico de grande porte. Melhor prevenir do que remediar.

Aliás, é muito comum as pessoas sentirem nos primeiros dias dor de cabeça, enjôo e pressão alta, sendo sintomas clássicos do mal da altitude. Para seu corpo acostumar com a nova altitude sem sofrer, programe seus passeios para os lugares mais baixos nos primeiros dias (Vale da Morte e Vale da Lua, Salar do Atacama), para depois do 3º dia encarar os de maior altitude (como Salar de Tara, Lagoas Altiplânicas, etc). Evite também tomar muita bebida alcoólica nos primeiros dias e beba sempre muitaaaa água.

Com todas essas dicas e planejamento feito é só aproveitar a viagem e se surpreender com as paisagens incríveis do Atacama. Vambora!

*O Vambora fez essa viagem ao Deserto do Atacama a convite da Ford.

*** Veja mais dicas do ATACAMA no blog:
Hotel Kunza em San Pedro do Atacama
Entre Vulcões e Flamingos no Salar do Atacama
As paisagens extraterrestres do Valle de la Luna no Atacama
– Pela estrada afora…no Deserto do Atacama!

Planeje aqui a sua viagem!

SEGURO DE VIAGEM: Seguro viagem com desconto para leitores do blog! Faça sua cotação na Seguros Promo para encontrar o seguro viagem com melhor preço. Leitores do blog tem 5% de desconto, além de poder parcelar no cartão em até 12x ou 5% a mais no boleto! Veja mais aqui.
HOTEL: Encontre promoções e reserve seu hotel pelo nosso parceiro Booking.
ALUGUEL DE CARRO: Compare preços nas melhores locadoras e reserve o carro na RentCars. A cobrança é feita em reais em qualquer local do mundo e você ainda vai poder dividir em 12x no cartão ou ter 5% de desconto no boleto.
CHIP DE CELULAR: Chip internacional pré pago para usar em 140 países com frete grátis para leitores do blog da EasySim. Veja mais.
PASSAGEM AÉREA: Promoções de passagens e compare os melhores preços na ViajaNet.
CÂMBIO: Moeda estrangeira com desconto especial para leitores do blog na Cotação. Veja mais.
INGRESSOS E ATRAÇÕES: Evite filas e já saia do Brasil com ingressos de museus, passeios e atrações pela Ticketbar. Veja mais.

31 COMENTÁRIOS

  1. Adorei o post! Estou indo em maio e estou preocupada com a roupa. Qual o fleece que você, você saberia informar qual a gramatura 100gr, 200gr…. Pode dizer as marcas que você usou lá, da bota, jaqueta e fleece. Estou com medo de comprar algo que não de conta do frio.

    Obrigada,

  2. Oi, Guta, tudo bom?
    Estou querendo viajar e adoraria conhecer o Atacama, mas tenho uma dúvida: é preciso ter algum tipo de preparo físico pra “aguentar” o tranco? Pelo que já ouvi falar, os passeios exigem bastante do corpo, por isso fiquei com essa dúvida.
    Se puder me responder, agradeço!
    Beijos,
    Carol

    • Olá Carol,
      Caminha-se bastante e talvez pessoas com problemas respiratórios podem sentir um pouco mais de dificuldade nas áreas mais altas (e secas) do deserto, mas não é preciso ser atleta para ir e aproveitar a região. Se fosse assim nem teria ido! rs Se seu preparo físico for normal/pouco, só evitaria atividades físicas muito intensas como pedalar ou fazer caminhadas muito longas em períodos de sol intenso. Tirando isso, tudo ok!
      Hidratando-se bastante e seguindo as dicas aqui do post dá para viajar tranquilo e aproveitar muito a viagem! Vale demaisss a pena! É lindo!

  3. Olá!!!

    Seu posto sobre o Atacama é muito informativo. Obrigada por compartilhar essas informações conosco.
    Estou indo para o Atacama agora no final de setembro sozinha e gostaria muito de saber se lá em São Pedro de Atacama tem lojas para comprar casacos de frio e essas roupas de frio em geral, você sabe me informar se tem? Pois pretendo comprar algumas coisas lá, mas não sei se compensa ou não, o que vc acha?
    Obrigada
    Fernanda 🙂

    • Olá Fernanda, que bom que as dicas estão lhe ajudando!
      Sobre sua pergunta: honestamente as únicas lojas que vi lá em São Pedro vendiam roupas locais, como ponchos, blusas, gorros e luvas na temática meio “inca” sabe? Não me lembro de ter visto roupas térmicas com tecnologia de verdade. Então, se puder, melhor comprar aqui mesmo no Brasil um casaco de frio bom e alguma blusa e calça térmica para usar por lá e deixar algum item mais simples, como gorro e luva para lá caso queira. Se na ida até o Atacama for passar em alguma cidade grande do exterior, como Santiago do Chile, pode ser que encontre peças mais indicadas para usar no frio. São Pedro é uma cidade bem simples e turística (ou seja, o que tem lá tem preço alto para os turistas pagarem) então garantiria o que puder antes.
      Espero ter ajudado!
      Boa viagem!

      • Muito obrigada mesmo por ter respondido rápido ao meu comentário e pela dica de comprar roupas de frio antes de ir. Te agradeço muito!!!
        Estou adorando seu blog!!!

        Beijos
        Fernanda 🙂

  4. Olá, eu vou fazer um mochilão ano que vem 2016 em Julho e no destino está San Pedro do Atacama, você acha que ir nesse período não é muito bom por conta do frio? uma outra duvida meio ignorante mas eu preciso tirar, não são em todas as partes do Chile que neva, e subtende-se que por se tratar de um deserto neva-se menos ainda, correto? gostaria muito de conhecer e ver a neve no período que estarei no Chile, mas a único lugar que eu vou conhecer será o Atacama, pois logo depois vou para o Peru.

    Bjs e parabens pelo blog

    • Olá Marcela,
      Julho é bem frio sim mas é só ir bem agasalhada com as dicas que a gente fala aqui que não terá problema! Em relação a neve, no Atacama é muitooo raro nevar mas pode acontecer. O mais provável vai ser você ver neve um pouco longe só, nos picos dos vulcões ou se for também para Santiago ver na Cordilheira. Mas mesmo assim é lindo demais!
      Pode ser certeza que verá lindas paisagens!
      Abs!

  5. Olá Guta! Estou planejando ir ao Atacama no final do ano, e gostaria de levar meus pais, será que é loucura? Meu pai é sedentário e tem 63 anos, minha mãe tem 59 anos e muitas ites, pressão alta… Quando eu sugeri eles ficaram mega empolgados, mas to achando que vai ser mais desgaste do que passeio. :/

    • Olá Gabriela!
      Não é loucura não! Seria se vocês fossem para o Salar do Uni, na Bolívia, que tem pouquíssima ou quase nenhuma infra estrutura, mas no Atacama no Chile é bem melhor.
      Os poréns da viagem com seus pais seria a época, verão, então evitaria passeios no meio do dia, quando as temperaturas ficam muito altas (é um deserto).
      Para as “ites” e outras condições de saúde, só levar os remédios padrão que tomam e seguir os procedimentos de ficar bem hidratado sempre e evitar os passeios mais pesados durante as temperaturas mais altas do dia. Por exemplo: evitar andar de bicicleta ou fazer caminhadas muito extensas.
      É só um cuidado, mas se tiver maiores preocupações vale falar com o médico dos seus pais para tirar a dúvida, mas é bem viável sim!
      Uma viagem linda, que vale muito a pena, em qualquer idade, só basta ter algum cuidado 🙂

  6. Problemas com Transfer Calama – Atacama – Calama. Empresa Trans Licancabur
    Boa tarde!
    Reservei transfer para 3 pessoas de ida e volta com a empresa LICANCABUR e eles simplesmente não apareceram para nos buscar na volta!! Estávamos em hotel diferente, mas informamos ao atendente. Tivemos que contratar um carro particular para nos levar que foi caríssimo. Quase perdemos o voo e a empresa ainda nem devolveu o dinheiro. Na correria acabamos perdendo o bilhete por isso não levamos a reclamação adiante. Só deixo aqui registrado o grave erro da empresa que não indico pra ninguém.

  7. Olá, alguém conhece ou já usou os serviços da Tani Tani Traveller no Atacama? estou pesquisando passeios e os preços estão com diferenças gritantes.

  8. Amei tuas dicas. Porém, meu marido e eu estamos indo em janeiro para o Atacama. Como estamos com um pouquinho mais que 60 anos. Gostaria de todas as dicas que puderes nos passar; vestuário, como enfrentar altitudes etc….etc.

    Abraço grande

    Iraci Rissi Noer

    • Olá Iraci, que bom que está gostando das dicas aqui do blog!
      Essas dicas aqui do post valem para pessoas de qualquer idade! O que você pode ver é que caso possuam alguma questão de saúde específica (como pressão alta, rinite ou doenças respiratórias) vale falar com seu médico antes de ir, para ver se ele pode dar alguma dica mais específica para sua condição.
      Uma ótima viagem para vocês!

  9. Parabéns pelo blog, muito útil! 🙂
    Queria tirar uma dúvida contigo, procurei pelas atrações em diversos sites, blogs, agencias de viagem, e não encontrei informações precisas sobre quanto se caminha em cada atração….
    Com exceção dos vulcões, que vi que precisa caminhar muito e ter um bom preparo físico, não achei informações das outras atrações.
    Para uma pessoa com pouco preparo físico, é possível fazer esses passeios? O carro chega até a atração? Tem alguma atração que ande mais de 5km? Pensei em fazer os seguintes passeios:Lagunas Altiplanicas, Piedras Rojas, Salar de Tara, Valle de la Luna e Valle de la Muerte, Geysers el Tatio, Termas de Puritama, Laguna Cejar, Salar de Atacama, Tour Astronómico.

    Muito obrigada!

    • Olá Cris,
      Em geral não é preciso ter nenhum preparo físico mais diferenciado para visitar as atrações no Salar do Atacama. O que pode atrapalhar mais alguns é a altitude e o clima seco. Quem tem algum problema de locomoção também pode sentir alguma dificuldade.
      Nos passeios que fizemos por exemplo, no Vale da Lua, Salar de Atacama, os estacionamentos eram próximos, a altitude não variou muito e andava-se muito pouco para aproveitar as atrações. Ou seja, foi bem fácil.
      Mas fique tranquila, estando bem de saúde não deve encontrar em geral dificuldades. Quando chegar lá e for reservar os passeios, vale falar diretamente nas agências se eles indicam, ou contra indicam, alguma atração caso você possua alguma dificuldade.
      Boa viagem!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, coloque seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui