Roteiro cultural: O que fazer em Dresden, na Alemanha

2
Centro histórico de Dresden
Centro histórico de Dresden. Foto: GC/Blog Vambora!

Dresden é uma cidade de importância inegável na Alemanha, tanto pela sua beleza, como pela sua história. Planejar então o que fazer em Dresden acaba passando essencialmente por esses dois pontos, incluindo um lado totalmente moderno e inesperado da cidade.

Dividida basicamente entre duas partes (Altstadt, ou cidade velha, e Neustadt, ou cidade nova) cada uma de um lado do Rio Elba, que corta a cidade, Dresden é bem plana, então é possível se deslocar tranquilamente por quase toda a cidade a pé, usando só quando necessário o transporte público, essencialmente o tram (espécie de bonde de superfície).

Como é uma cidade pequena, Dresden acaba ficando em segundo plano no planejamento de muitos turistas que viajam para a Alemanha, mas não deveria: a cidade tem muitas atrações interessantes, como você verá mais abaixo. Um bom tempo mínimo indicado para ficar em Dresden é de pelo menos 2 noites, sendo que na verdade são em 3 ou 4 dias que dará para sair da cidade com o coração mais tranquilo, tendo conseguido ver a maioria das atrações principais.

Painel Furstenzug em Dresden
Indo visitar o painel Furstenzug em Dresden. Foto: GC/Blog Vambora!

O grande auge de Dresden se deu por volta do século 18,  quando grande parte dos edifícios históricos mais famosos da cidade foram construídos. Porém impossível não caminhar por Dresden e não saber de uma outra data importante: 13 de fevereiro de 1945, quando praticamente toda a cidade foi destruída durante bombardeios na 2ª Guerra (veja mais aqui). A nossa sorte é que a cidade conseguiu se reerguer e podemos visitar Dresden hoje em dia, novamente no seu esplendor e cheia de novidades surpreendentes. Confira abaixo então sugestões de roteiro do que ver e fazer em Dresden. Vambora!

O que fazer em Dresden

1-) O básico para 2 noites

Com pouco tempo, vale focar essencialmente sua visita em Dresden na região histórica de Altstadt e conhecer um pouco do lado moderno de Dresden em Neustadt.

-> Atrações em Altstadt

Frauenkirche

Frauenkirche em Dresden
A recém reconstruída Frauenkirche em Dresden. Foto: GC/Blog Vambora!

Sem dúvida a maior e mais importante atração da cidade, especialmente pela sua história recente. A igreja foi completamente destruída durante um ataque na 2ª guerra, e ainda que não tenha sido derrubada pelas bombas, acabou ardendo em chamas até desabar completamente alguns dias depois. Milhares de seus pedaços carbonizados permaneceram no centro da cidade após o final da Guerra, como um memorial, e só foram mexidos novamente após a reunificação alemã quando decidiu-se erguer a igreja novamente (que só ficou pronta em 2005).

O que vemos hoje é uma cópia fiel da original, com algumas partes que mostram as marcas da guerra: são as partes em preto, os poucos pedaços que sobraram do edifício após ataque.

Frauenkirche em Dresden
Partes originais da igreja que restaram após o ataque. Foto: GC/Blog Vambora!

A entrada na igreja é gratuita, porém no seu topo é possível ter lindas vistas de Dresden, sendo que paga-se 8 euros para subir (estudantes e crianças pagam 6 euros). Parte da subida é feita num elevador e o restante em escadas bem íngremes. Obs: Quem quiser ter uma vista de Dresden, mas pagando menos, pode subir no topo da igreja Kreuzkirche, também em Altstadt (veja no mapa acima).

Dentro da Frauenkirche vale reparar no altar, belíssimo, uma cópia fiel do original, e visitar as partes subterrâneas da igreja, que ainda possuem as fundações originais e uma exposição que conta mais sobre a destruição e incrível renascimento desse ícone de Dresden. Quem se interessar mais pela história da igreja há áudio guides disponíveis (incluindo em inglês), pelo preço de 2,5 euros que possibilitam um tour completo e cheio de informações do local. Mais informações: http://www.frauenkirche-dresden.de/en/home/

Zwinger

Zwinger em Dresden
Jardins do Zwinger. Foto: GC/Blog Vambora!

O palácio de festas e conjuntos de jardins do Zwinger é um dos pontos turísticos mais fotogênicos e lindos de Dresden. Essencialmente de arquitetura barroca, também foi destruído na 2ª Guerra e reconstruído novamente , sendo que possui além dos jardins, salões que hoje abrigam museus, como o de Porcelana (um dos mais completos do mundo), um de Matemática e objetos científicos e o de artes, com quadros de grandes mestres, incluindo Rafael e Botticelli (chamado de Gemaldegalerie Alte Meister).

"Kronentor", o portão da coroa no Zwinger
“Kronentor”, o portão da coroa. Foto: GC/Blog Vambora!

Nos jardins, vale ficar atento para o “Kronentor”, o portão da coroa e a fonte “Nymphenbad” (banho das ninfas). É possível visitar o complexo por fora de forma gratuita, sendo somente os museus pagos para visita. Concertos são comuns de acontecerem nos salões dos pavimentos superiores do Zwinger, então vale conferir durante a sua visita a programação do local. Mais informações: http://www.skd.museum/en/museums-institutions/zwinger-with-semperbau/index.html

Residenzschloss

Residenzschloss em Dresden
Residenzschloss em Dresden. Foto: GC/Blog Vambora!

Palácio real renascentista que também foi destruído durante a 2ª Guerra mas hoje, após sua reconstrução, abriga as coleções mais importantes de Dresden e provavelmente a visita ao museu mais essencial para quem tem pouco tempo na cidade. Aqui você encontra as exposições:

  • Historisches e Neues Grünes Gewölbe: Chamada de cúpula ou abóbada verde, guarda os objetos mais preciosos colecionados por Augusto II, em duas alas (uma antiga e uma nova). São jóias, móveis, objetos em geral em salas belíssimas, um verdadeiro tesouro! Se puder só ver uma exposição em Dresden, o Grünes Gewölbe é o lugar para se visitar na cidade, não há nada igual.
  • Kupferstich-Kabinett: Acervo de desenhos e gravuras de milhares de artistas, incluindo Rembrandt e Michelangelo.
  • Münzkabinett: Coleção de moedas e medalhas históricas.
  • Rüstkammer: Armas e armaduras históricas.
  • Türckische Cammer: A Câmara turca, com uma das maiores coleções de arte fora da Turquia.

O ingresso para visitar o Residenzschloss inclui todas as exposições menos a do Historisches Grünes Gewölbe, que pode ser comprada num ingresso combinado com as demais alas. Na hora de visitar o Historisches Grünes Gewölbe o ingresso tem hora marcada, já que há um limite de pessoas por hora dentro do local. Por ser a exposição mais visitada de Dresden, vale comprar o ingresso online com antecedência ou chegar logo próximo ao horário de abertura do museu para evitar filas e conseguir ingresso para o dia. Mais informações: http://www.skd.museum/en/museums-institutions/residenzschloss/

Semperoper

Opera Semperoper em Dresden
A ópera Semperoper. Foto: GC/Blog Vambora!

Uma das óperas mais famosas da Alemanha, pela qualidade acústica e pela beleza. Como as demais atrações anteriores, também foi destruída durante a 2ª Guerra e reconstruída só em 1985. Quem puder vale tentar assistir algum espetáculo: o calendário pode ser visto no site e os ingressos também comprados online.

Antes dos espetáculos, cerca de 2h, é comum ver filas na frente da ópera de pessoas tentando comprar ingressos restantes ou ficar numa área em que se pode assistir aos espetáculos de pé por preços mais baixos.

Caso tudo já esteja esgotado, vale fazer o tour guiado, que dura por volta de 45 minutos (o tour em inglês é feito às 15h). Há ainda tours temáticos, como um arquitetônico e um noturno. Mais informações: https://www.semperoper.de/en.html

Furztenzug Dresden
O grande mural Furztenzug em Dresden, sobrevivente dos bombardeios da Guerra. Foto: GC/Blog Vambora!

Há ainda dois lugares muito bonitos em Altstadt que você vai provavelmente passar e conhecer durante seus dias em Dresden: o painel Furstenzug (um grande painel de porcelana de 101 m de comprimento que conta a história dos reis da Saxônia, estado alemão no qual Dresden é a capital e uma das poucas atrações de cidade que não foram destruídas durante a 2ª Guerra – 90% do que se vê hoje é original) e o Bruhlsche Terrasse (terraço/boulevard nas margens do Rio Elba, conhecido também como “Terraço da Europa” com lindas vistas da cidade, perfeito para caminhar no final de tarde).

-> Atrações em Neustadt

Visao de Neustadt em Dresden
Atravessando o rio Elba até Neustadt, a parte mais moderna de Dresden. Foto: GC/Blog Vambora!

Basta atravessar a ponte sobre o Rio Elba para chegar na parte “nova” da cidade, ou melhor, a que foi menos destruída durante a 2ª Guerra. Aqui você é logo recebido pela estátua do cavaleiro dourado, o príncipe saxão e polonês Frederico Augusto I, um dos grandes monumentos de Dresden.

O contraste com o outro lado da cidade é imenso, bastando passar pela Albertplatz e caminhar em direção das ruas Alaunstraße e Louisenstraße (veja no mapa acima), onde estão diversos restaurantes, pubs, bares, mostrando um lado mais jovem e descolado de Dresden.

Kunsthofpassage em Dresden
Entrada da Kunsthofpassage. Foto: GC/Blog Vambora!

Em Neustadt a arte urbana é muito comum, com muitos grafites e intervenções artísticas, sendo a Kunsthofpassage, o maior símbolo disso: um conjunto de prédios e pátios cheios de intervenções artísticas nas suas fachadas, incluindo até um prédio que canta durante a chuva! Incrível! Além da arte, fica também no local lojinhas e cafés.

Kunsthofpassage Dresden
O prédio “cantante” da Kunsthofpassage. Foto: GC/Blog Vambora!

Passear por aqui entre o final de tarde e a noite é a melhor opção para terminar a noite em Dresden, já que a cada esquina há um restaurante ou bar super bonito e descolado para se visitar (são mais de 150 na região!!), em sua maioria com preços e cardápios até mais atraentes do que em Altstadt. Veja no mapa algumas opções (em laranja). Obs: Em Dresden se janta cedo, por isso procure chegar por volta das 19h30 nos restaurantes, antes que lotem ou faça reserva, especialmente no centro histórico.

Restaurante Neustadt Dresden
Come-se muito bem e barato nos restaurantes em Neustadt. Foto: GC/Blog Vambora!

Um outro programa noturno curioso mas uma boa forma de conhecer Neustadt é o Nightwalk Dresden, um tour pela região que conta mais sobre a história dessa parte de Dresden e visita alguns bares e restaurantes (incluindo alguns drinks no preço do passeio). Mais informações: http://www.nightwalk-dresden.de/nightwalk-dresden-2.html

2-) Para quem tem 3 ou mais noites

Fábrica da Volkswagen. Foto: Site glaesernemanufaktur.de/Oliver Killig
Fábrica da Volkswagen. Foto: Site glaesernemanufaktur.de/Oliver Killig

Com três ou mais noites é possível conhecer Dresden além do básico, incluindo mais museus e atrações super modernas, veja:

Albertinum (em Altstadt): Museu de arte desde o período romântico até os dias de hoje, com pinturas e esculturas de mestres como Monet e Rodin.

Museu de História Militar (no extremo de Neustadt): Museu que foi totalmente remodelado em 2011 e retrata a guerra de uma maneira moderna e questionadora. Não consegui ir mas dizem que é sensacional!

Fábrica da Volkswagen (no extremo de Altstadt): Amantes de carros piram nesse espaço moderno que mostra o passado e o futuro do mundo automotivo da marca. Há um restaurante no local com preços razoáveis e que oferece brunch aos domingos.

Outra atração é o Große Garten, um grande parque na cidade, ao sul de Altstadt, em estilo barroco que possui o Zoológico de Dresden, o Jardim Botânico e a Fábrica da Volkswagen. Pode ser um bom programa para ir se estiver viajando com crianças por exemplo.

Große Garten, um grande parque na cidade, ao sul de Altstadt, em estilo barroco
Parque Große Garten, um grande parque na cidade, ao sul de Altstadt, em estilo barroco. Foto: grosser-garten-dresden.de/Divulgação

Por fim, quem viaja no final do ano, uma dica é visitar o Mercado de Natal de Dresden, o Striezelmarkt, considerada a mais antiga feira de Natal da Alemanha. Veja mais aqui: http://www.germany.travel/pt/ms/magic-cities/cidades/dresden-cidade-da-cultura/natal-no-striezelmarkt-de-dresden.html

Striezelmarkt, o mercado de Natal em Dresden
Mercado de Natal em Dresden, o mais antigo da Alemanha! Foto: germany.travel/Landeshauptstadt Dresden (Sylvio Dittrich)

Se você conseguir fazer apenas um bate e volta até Dresden, se baseie no roteiro básico de 2 noites, focando mais passear e ver por fora as atrações, já será um passeio lindo. Quem conseguir passar pelo menos 1 noite na cidade dai já vai conseguir ver pelo menos algum museu e incluir um tour, caso interesse.

De uma forma ou outra, Dresden pela sua beleza e história é uma cidade que vale muito a visita, e como se pode ver, com muitas opções do que fazer e ver. Vambora para Dresden!

*** Veja mais dicas de DRESDEN no blog:
Se encantando por Dresden
Onde se hospedar em Dresden
Todas as dicas da ALEMANHA no blog

Planeje aqui a sua viagem!

SEGURO DE VIAGEM: Seguro viagem com desconto para leitores do blog! Faça sua cotação na Seguros Promo para encontrar o seguro viagem com melhor preço. Leitores do blog tem 5% de desconto, além de poder parcelar no cartão em até 12x ou 5% a mais no boleto! Veja mais aqui.
HOTEL: Encontre promoções e reserve seu hotel pelo nosso parceiro Booking.
ALUGUEL DE CARRO: Compare preços nas melhores locadoras e reserve o carro na RentCars. A cobrança é feita em reais em qualquer local do mundo e você ainda vai poder dividir em 12x no cartão ou ter 5% de desconto no boleto.
CHIP DE CELULAR: Chip internacional pré pago para usar em 140 países com frete grátis para leitores do blog da EasySim. Veja mais.
PASSAGEM AÉREA: Promoções de passagens e compare os melhores preços na ViajaNet.
CÂMBIO: Moeda estrangeira com desconto especial para leitores do blog na Cotação. Veja mais.
INGRESSOS E ATRAÇÕES: Evite filas e já saia do Brasil com ingressos de museus, passeios e atrações pela Ticketbar. Veja mais.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, coloque seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui