Relato de Viagem: Manaus e o Rio Amazonas – De Ponta Negra ao Encontro das águas

1
Rio Amazonas e Floresta Amazônica
A Floresta e o Rio Amazonas vistos de cima. Foto: GC/Blog Vambora!

Lá de cima, chegando de avião em Manaus já dá para perceber: a cidade que tem verde, por todos os lados, é cercada também por longos e extensos trechos de água. A Floresta Amazônica sem seus rios, não seria nada, assim como a cidade de Manaus.

O Rio Amazonas, o segundo mais extenso do mundo, e o maior em vazão, se origina pertinho de Manaus, com a junção do Rio Negro e Solimões. Por uma extensão de cerca de 6 km, as águas barrentas do Solimões se encontram com as mais escuras e densas do Rio Negro criando o Encontro das águas, umas principais e mais legais atrações de Manaus.

Encontro das Águas
Região onde acontece o Encontro das Águas em Manaus. Foto: GC/Blog Vambora!

No que dia que fomos, o tempo nublado pareceu não ajudar, mas bastou chegar bem na linha divisória entre os dois grandes rios para perceber a diferença. O Rio Negro, vindo de uma área mais rochosa, carrega ao longo dos seus 1700 km uma grande quantidade de sedimentos da floresta. Já o Rio Solimões, ocorre numa área de maior erosão, deixando suas águas com cor barrenta. A demora na mistura ocorre exatamente por essa diferença, além de temperatura e velocidade. Enquanto Rio Negro tem 22ºC e corre a 2 km/h, o Solimões tem velocidade de 4 a 6 km/h e uma temperatura de 28ºC. Após a luta entre os dois, é a cor barrenta do Rio Solimões que vence, caracterizando o Rio Amazonas, já que o esse tem maior volume de água que o Negro.

Porto do Ceasa em Manaus
Porto do Ceasa, da onde saem lanchas e barcos para ver o Encontro das Águas. Foto: GC/Blog Vambora!

Há passeios que saem de Manaus praticamente todos os dias para ver a luta entre os dois gigantes. No meu caso, como o trajeto até o nosso hotel de selva (Juma Lodge) passava exatamente pela região (com saída no Porto do Ceasa), paramos no meio do caminho com a lancha para visualizar melhor. Ajusta a máquina, tira o óculos, torce para o sol sair, mas dai você vê: o negro e o marrom, lado a lado. É algo estranhamente bonito.

Rio Negro e Rio Solimões
Chegando perto do encontro dos Rios Negro e Solimões. Foto: GC/Blog Vambora!

Aliás, para quem faz o passeio tradicional, o mesmo geralmente dura quase o dia inteiro (saída de manhã e volta a tarde) e incluí almoço além de passeio (numa lancha menor) por igapós, para ver vitórias régias e observar animais. Há diversas agências que fazem (pergunte no seu hotel se eles recomendam alguma e se há desconto). É possível também fazer o passeio privativo, em barcos menores, economizando um pouco mais de tempo. A Anna, do blog Nós do Mundo, fez isso e conta mais detalhes nesse post (veja aqui).

Encontro das Águas em Manaus
Até que finalmente você consegue visualizar bem o encontro das águas. Foto: GC/Blog Vambora!

Se no Encontro das águas é a natureza que age, na área de Ponta Negra, se vê a influência e importância do rio (nesse caso, o trecho do Rio Negro) na vida do homem. É um dos lugares mais bonitos e legais da cidade, além de ser o bairro mais nobre de Manaus. Tem opções de bares e restaurantes ao longo do Rio, alem de ter alguns dos melhores hotéis da cidade.

Ponta Negra em Manaus
Região de Ponta Negra em Manaus. Foto: GC/Blog Vambora!

No trecho de areia , colocada pelo homem, dá até para brincar de praia, já que o rio tão largo, parece mar. A ponte sobre o Rio Negro, inaugurada em Outubro/2011,  foi feita aliás, no trecho de menor extensão entre as margens, com “só” 3,6 km de distância.

Açai em Ponta Negra
Açaí vendido em quiosques em Ponta Negra. Foto: GC/Blog Vambora!

Vai ser em Ponta Negra também onde ocorrerá a maior parte das atividades da Copa do Mundo de 2014. No Anfiteatro local haverá a Fan Fest para os torcedores e telões para assistir os jogos. Hoje, exatamente para a preparação da copa, o trecho onde ficam os restaurantes e bares está sendo totalmente reformado, mas mesmo assim, os quiosques de comidinhas variadas por lá (do sorvete ao açaí) fazem de Ponta Negra, no mínimo, um passeio gostoso para o fim de tarde.

Praia de Ponta Negra em Manaus
Praia de Ponta Negra em Manaus com a nova ponte ao fundo. Foto: GC/Blog Vambora!

Solimões, Negro e por fim Rio Amazonas. A grande artéria da Amazônia e parte essencial da vida de Manaus. Não dá para ir até a cidade sem ver o Encontro das águas e passear por Ponta Negra. Vambora!

*Essa viagem para o Amazonas foi feita a convite da Amazonastur

*** VEJA MAIS DICAS DE MANAUS E DO AMAZONAS:
Turismo em Manaus: dicas de onde se hospedar, comer e como circular
Visita ao Teatro Amazonas e Centro Histórico de Manaus
– Hotel de selva na Amazônia: como escolher o seu

Planeje aqui a sua viagem!

SEGURO DE VIAGEM: Seguro viagem com desconto para leitores do blog! Faça sua cotação na Seguros Promo para encontrar o seguro viagem com melhor preço. Leitores do blog tem 5% de desconto, além de poder parcelar no cartão em até 12x ou 5% a mais no boleto! Veja mais aqui.
HOTEL: Encontre promoções e reserve seu hotel pelo nosso parceiro Booking.
ALUGUEL DE CARRO: Compare preços nas melhores locadoras e reserve o carro na RentCars. A cobrança é feita em reais em qualquer local do mundo e você ainda vai poder dividir em 12x no cartão ou ter 5% de desconto no boleto.
CHIP DE CELULAR: Chip internacional pré pago para usar em 140 países com frete grátis para leitores do blog da EasySim. Veja mais.
PASSAGEM AÉREA: Promoções de passagens e compare os melhores preços na ViajaNet.
CÂMBIO: Moeda estrangeira com desconto especial para leitores do blog na Cotação. Veja mais.
INGRESSOS E ATRAÇÕES: Evite filas e já saia do Brasil com ingressos de museus, passeios e atrações pela Ticketbar. Veja mais.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, coloque seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui