Vivendo e aprendendo: Dicas de Buenos Aires – Segurança, Dinheiro e Aeroportos

29

Como fazia um tempinho que não ia para Buenos Aires viajei para a cidade com outros olhos. Queria ver o que tinha mudado, melhorado, quais eram as novidades, as pegadinhas, etc. Sim, a cidade continua com seu charme único mas muitas dicas de Buenos Aires há alguns anos atrás, hoje não fazem mais sentido, especialmente quando o assunto é dinheiro, segurança e sobre os aeroportos da cidade.

Dinheiro

Dicas de Buenos Aires: Câmbio
Pesos argentinos ou dólares? Foto: ThiagoMartins/Flickr

Não há muito tempo atrás, viajar com dólares (dinheiro vivo mesmo) para Argentina era a maior furada. Com o real valorizado, dava para ir para lá com as nossa moeda ou trocar uns pesos argentinos. Hoje, esqueça tudo isso e pense essencialmente em dólar (cash) e como, segunda opção, o real, para levar e usar diretamente como dinheiro na Argentina.

Depois que a atual presidenta Cristina Kirchner restringiu a compra de dólares pelos próprios argentinos (desde do meio de 2012, eles só podem comprar para fazer viagens ao exterior e não mais como forma de investimento e economia – veja a notícia aqui), está uma “caça louca” pelas verdinhas na Argentina. Praticamente qualquer estabelecimento da cidade, do hotel até o restaurante da esquina deve aceitar seus dólares e o mais interessante, com uma cotação mais atraente do que do mercado oficial.

Explico: como ninguém mais consegue obter facilmente dólares no país, todo mundo tenta conseguir a moeda dos turistas que vem a Argentina, praticando um câmbio bem mais favorável que as taxas oficiais. Assim, se oficialmente U$ 1 vale hoje $ 5/6 (pesos argentinos), no mercado paralelo U$1 consegue ser trocado por $7/8 até 9 (pesos).

Ao mesmo tempo que isso pode ser vantajoso de certo modo, ao mesmo tempo é ruim já que há sempre mal intencionados querendo se aproveitar. O pessoal do site Viaje na Viagem fez até um post bem completo só sobre isso (veja aqui) e a dica em geral é: tente trocar seus dólares (ou reais) em lugares recomendados e não no meio da rua com qualquer um. Se um estabelecimento (loja ou restaurante) aceitar pagamento direto em dólares, pode ser uma boa opção. Como esse câmbio é totalmente paralelo (diga-se não oficial) o certo é não recomendar mas querendo ou não é o que está acontecendo por lá… Por fim, uma última dica nesse quesito dinheiro: evite ao máximo voltar com pesos para o Brasil.

Segurança

Dicas de Buenos Aires: Segurança
Segurança em Buenos Aires. Foto: zaqi/Flickr

Por falar em dinheiro…Logo quando pisei em Buenos Aires recomendações de cuidado, atenção, mãos leves, não ostentar câmeras e celulares nas ruas, foi uma das coisas que mais ouvi dos próprios argentinos. Como brasileiros, infelizmente, estamos de certo modo acostumados com esse tipo de preocupação mas como as observações foram tantas, que achei melhor ficar com cuidado redobrado, até que um dia, caminhando pela Recoleta…

“Pega, pega!! Saiam da frente, pega!!”…. Pois não é que vimos a cena de um cara de bicicleta roubando o celular de outro argentino? Estava falando no telefone, preocupado em atravessar a rua quando veio o ladrão….Realmente não está fácil para ninguém….

Como falou um dos guias que nos acompanhou nessa viagem, o mais comum por lá (ao contrário do Brasil 🙁 ) são os furtos, ou seja, sem violência ou ameaça, por isso, atenção máxima mesmo com seus objetos. Por exemplo: não deixe bolsas penduras nas cadeiras dos restaurantes (sempre embaixo da cadeira ou no colo), não fique andando com a máquina fotográfica a mostra (tire a foto e guarde), não fique falando com o celular no meio da rua, documentos importantes sempre no cofre do hotel e dinheiro (como os dólares que você pode levar) numa doleira ou divido em pequenas quantidades com as pessoas que estiverem viajando com você e dentro do cofre do hotel (nunca saia com tudo o que você tem).

Dicas de Buenos Aires: Taxis
Sempre bom ficar de olho no golpe dos taxis em Buenos Aires. Foto: Diego3336/Flickr

Outra “diquita” (como diriam os portenhos) de segurança que já virou um clássico mas ainda muita gente cai: golpe dos motoristas de taxi. Taxi em Buenos Aires é barato e tem em todo lugar mas há taxistas e taxistas. Primeira dica em relação a eles: sempre prefira que o hotel/restaurante chame um para você. E por mais estranho que possa parecer, se estiver na rua, prefira parar um do que pegar no ponto.

Explico: O que nosso guia argentino disse é que, em geral, os taxis que ficam nos pontos estão só interessados em pegar (e as vezes aplicar golpes em turistas), ao contrario dos que ficam andando o tempo todo e estão interessados em trabalhar e ponto. Desse modo, ao contrário do que a gente pensa a princípio, a chance de um taxi de rua ser mais sério do que um taxi de ponto é maior.

Mais uma dica clássica em relação aos taxistas: nunca dê uma nota maior que 50 pesos na hora de pagar a corrida. Há dezenas e dezenas de notas falsas rodando pelo mercado (geralmente de 50 e 100) e eles dão um jeito de sempre ficar com a sua verdadeira e passar uma falsa. Assim, para o taxi, deixe sempre separado trocados, seja em dólar, real ou peso. Na hora de dar o endereço, estude sempre o caminho antes e dê sempre uma indicação de cruzamento para não ser enganado.

Aeroportos – Aeroparque e Ezeiza

Aeroporto de Ezeiza
Aeroporto de Ezeiza: o maior e com melhor infra estrutura. Foto: mgrenner57/Flickr

Na outra vez que tinha ido para Buenos Aires tinha usado o Aeroparque. Dentro da cidade, no bairro de Palermo, fica a uma curta corrida de taxí da maioria dos hotéis de Buenos Aires. É o relativo ao Santos Dummont, Congonhas e Pampulha aqui no Brasil: pequeno mas faz razoavelmente bem seu trabalho.

Dessa vez desci e embarquei no Aeroporto de Ezeiza, oficialmente o maior da cidade. Se por um lado ele está a 35km do centro de Buenos Aires (ao contrario dos 2km do Aeroparque) sua infra estrutura é infinitamente melhor e maior. Na ida não deu para ver muita coisa, mas na volta ficou claro porque muita gente escolhe esse aeroporto para voltar ao Brasil: seu Free Shop.

Free Shop de Ezeiza
Free Shop de Ezeiza. Foto: GC/Blog Vambora!

Muito completo, cheio de produtos dos mais variados e de marcas muito boas, que a gente não vê nem nos Free Shops aqui no Brasil (por exemplo: Cosméticos da kiehl’s, tênis Nike, dezenas de produtos GAP, etc). Produtos que muita gente adora, como as maquiagens da M.A.C, além de muitos ótimos rótulos de vinhos argentinos se vê por lá também, sendo uma boa opção para trazer na volta. Se ficar na dúvida entre comprar no Free Shop de Ezeiza ou Guarulhos, melhor garantir no argentino que é muito maior e tem mais opções.

Voos do Brasil para Ezeiza tendem a ser um pouco mais baratos do que para o Aeroparque. Nessa hora vale a pena levar em consideração se a economia tem um bom custo x benefício, levando em conta os valores maiores de tempo e do transporte até Buenos Aires. Se o seu foco for compras, não tem nem o que pensar: o Free Shop de Ezeiza irá garantir muitas alegrias no final da sua viagem! 😉

Acabou de voltar da cidade e tem mais algumas dicas? Então deixe aqui nos comentários. Está com alguma dúvida compartilhe também para nós e/ou outros viajantes ajudarem. Vambora mais bem informado para Buenos Aires!

*O Vambora fez essa viagem para Buenos Aires a convite da Ford

*** VEJA MAIS DICAS DE BUENOS AIRES NO BLOG:
– Livraria El Ateneo e Puerto Madero
– TOP restaurantes para experimentar em Buenos Aires
– Buenos Aires diferente: Museu dos Beatles e Salão do Automóvel

Planeje aqui a sua viagem!

SEGURO DE VIAGEM: Seguro viagem com desconto para leitores do blog! Faça sua cotação na Seguros Promo para encontrar o seguro viagem com melhor preço. Leitores do blog tem 5% de desconto, além de poder parcelar no cartão em até 12x ou 5% a mais no boleto! Veja mais aqui.
HOTEL: Encontre promoções e reserve seu hotel pelo nosso parceiro Booking.
ALUGUEL DE CARRO: Compare preços nas melhores locadoras e reserve o carro na RentCars. A cobrança é feita em reais em qualquer local do mundo e você ainda vai poder dividir em 12x no cartão ou ter 5% de desconto no boleto.
CHIP DE CELULAR: Chip internacional pré pago para usar em 140 países com frete grátis para leitores do blog da EasySim. Veja mais.
PASSAGEM AÉREA: Promoções de passagens e compare os melhores preços na ViajaNet.
CÂMBIO: Moeda estrangeira com desconto especial para leitores do blog na Cotação. Veja mais.
INGRESSOS E ATRAÇÕES: Evite filas e já saia do Brasil com ingressos de museus, passeios e atrações pela Ticketbar. Veja mais.

29 COMENTÁRIOS

  1. Estive no inicio do mês e dificilmente algum estabelecimento aceitou Reais. Por isso, não aconselho a levar Reais para pagar as contas. Tentei trocar Reais para Pesos Argentinos nos bancos do centro de BS e tive dificuldade. É mais facil trocar por dólares. O melhor é trocar no aeroporto.
    O ideal é levar dólares e Pesos Argentinos, na hora de pagar a conta perguntar a cotação que fazem. Daí analisar e pagar com a moeda que for mais vantajoso. Muitos estabelecimentos aceitam no valor oficial (US$1 = 5,30 pesos)
    Teve um taxista que tentou me pegar no conto da filha doente e internada.

    • Boas dicas Yukio!
      Complementando um pouco do que você disse: no Aeroporto de Ezeiza o melhor lugar para trocar os dólares é no Banco de la Nacion, já na área de desembarque. Lá é onde pode se encontrar as melhores taxas. Mas melhor sempre trocar reais lá do que dólares.
      E ótima lembrança desse outro golpe dos taxistas: se vier com um papo de filha, mae doente, já sabe que é conversa fiada!

  2. Fui no ano novo (tem um tempinho mas ta valendo) e vários restaurantes traziam a conta com três moedas (Real, Dólar e Peso) mas eles sempre perguntavam se não tínhamos dólares até mesmo pra trocar. Fiquei com medo justamente de pegar notas falsas porque TODOS me falaram disso e até mesmo no Hostel que fiquei.
    Tem um transporte do Ezeiza pra cidade chamado Manuel Tienda Leon, é um leão em amarelo fácil de achar, que é ótimo…eles saíram de lá e nos deixaram na porta do Hostel por 90 pesos, achei ótimo.
    Além disso usei como transporte ônibus o que foi uma maravilha porque os motoristas são super fofos e educados. Tem um site, que infelizmente não me lembro no momento, que você coloca onde está e onde quer ir e ele te mostra quais linhas você pode pegar e com um mapinha na mão da cidade você vai a qualquer lugar. Me senti super local hahahahhaha o único detalhe é que somente aceitam moeda e lá é mega difícil conseguir moeda.

      • Olá. Gostei muito dos posts sobre Buenos Aires, pois viajarei em setembro para lá e busco toda boa informação. Sobre o site de localização e trajeto de ônibus e metro, encontrei nas minhas buscas este aqui: //mapa.buenosaires.gov.ar/ e achei bastante útil, é da própria adm do transporte público e oferece buscas de trajetos pela cidade.

        Espero obter mais dicas e espero também ter ajudado.
        Abraços!

  3. Olá,

    viajarei em dezembro e estou buscando informações sobre essa questão de qual moeda levar.

    Adorei o post, porém fiquei mais confuso.

    Havia acabado de ler um post de uma pessoal que viajou no final de julho de 2013 e só usou real. Disse que em todo lugar turístico foi aceito, sendo o dólar necessário só para o duty free.

    http://www.viagensebeleza.com/2013/07/peso-dolar-ou-real-o-que-e-mais.html

    Se eu levar só dólar, e pouco peso pra ser usado em taxi, metro etc, é o ideal?
    descarto o real?

    Uma coisa que estou pesquisando é sobre a quantia diária.

    Vou ficar 7 dias. Sem considerar compras pessoais, dá para ter uma média do gasto diário com alimentação e os pontos turísticos de praxe?

    Abraços e parabéns pelo post!!

    • Olá Yuri! Obrigada pela visita!

      A dica em geral é essa: hoje em Buenos Aires dólares são mais desejados do que qualquer outra moeda (incluindo pesos e reais).

      Se você tiver dólares (a moeda) para levar, leve! Entre comprar e levar aqui do Brasil, com a cotação atual, talvez não seja assim tão favorável, pois está bem alto. Nesse caso então, vale a pena levar reais mesmo.

      Sobre a aceitação, as pessoas estão aceitando bem mais dólares do que reais, isso é fato. Não são todos os lugares que aceitam por isso é bom ter alguns (poucos, diga-se por sinal) pesos e usar o débito do cartão ou um pré-pago sempre que der. Com o dólar alto e variando tanto, usar o crédito não é uma boa.
      Para os pesos, discordo do site que você encaminhou. Não troque o dinheiro lá: saque, em qualquer caixa eletrônico de lá, diretamente a moeda. Dai você não vai pagar por taxas de câmbio de nenhum lugar, só do seu próprio banco.

      Como você só vai viajar em Dezembro e muitas coisas podem acontecer, faltando 2 meses para sua viagem, vá acompanhando a cotação do dólar e real frente ao peso. Com esses números em mente, quando for pagar por qualquer coisa por lá, pergunte se aceitam real ou dólar e veja a cotação que fazem para você. Se for mais vantajosa do que o câmbio oficial, então vale a pena.
      Sobre gastos é sempre uma conta difícil, pois depende muito do tipo de viagem e perfil de viajante. Uma média, que pode ser usada em qualquer lugar do mundo praticamente, é um gasto de $50/pessoa para viajantes mais econômicos (mas sem passar vontade) até $100 para quem quiser fazer muitas compras e almoçar e jantar em bons restaurantes.

      Espero que as dicas lhe ajudem!

      Qualquer outra dúvida é só falar!

      Abs!

  4. Você sabe se tem taxistas 24hs no aeroporto? Estou indo pra Buenos Aires com a minha família, não conheço transfer por lá e chegaremos por volta das 22h00.
    Devemos pedir a gentileza do hotel enviarmos um taxi lá neste horário?
    Como proceder?

    • Olá Fernanda! Com certeza haverá taxistas nesse horário mas se você quiser ficar mais tranquila veja se o hotel não pode enviar um taxi para esperar vocês mesmo no desembarque. Não sei se o preço será exatamente o mesmo que uma corrida normal, mas não custa verificar.
      Além do taxi comum há também um serviço de taxi chamado de remises, que são os “taxis especiais” de lá e dá para usar de maneira segura.
      Qualquer outra dúvida é só falar!
      Abs!

    • Olá Stéfanie! Essa pergunta é sempre difícil pois depende…Depende do que vc vai querer fazer, se é do estilo mais econômica, se quer fazer compras, etc. De modo geral, se você dividir essa quantia pelo número de dias, daria uns R$ 143/por dia, o que é bem razoável para comer e passear pela cidade. Talvez se você quiser comprar algumas coisas, ou ir jantar em lugares muito bons, todos os dias, talvez falte um pouco, mas se seu estilo for mais econômico, dá para se virar bem sim 🙂

      • Poisé Guta, não pretendo fazer compras nem andar muito de taxi. Pretendendo fazer bastante passeios a pé.Estou com um city tour comprada e tals.Minhas maiores vontades são ir no Zoo de Lujan e em alguma casa de tango bacaninha. Obrigada 🙂

  5. ola, irei passar 10 dias c minha namorada em Buenos aires (03/01 a 13/01/14) em janeiro , ficaremos no bisonte palace hotel (microcentro) sabe se e bom? vamos levar R$ 3.800 em dinheiro e mais 1500 (cartao de credito, pretendo nao usar, massss ng sabe o que pode acontecer ne), essa quantia (3.800) e suficiente? n temos perfil de gastadores, algumas compras normais, mas nd especifico, gostariamos de passear no delta tigre, zoologico e bate e volta na colonia del sacramento no uruguai, alem dos passeios turisticos normais.
    Obs: hotel e passagens ja pagas.
    muito obrigado!

    • Olá Higor,
      Se o perfil de vocês não é de muitas compras e luxos, o valor total é bom sim para esses dias. Sobre o hotel, pessoalmente nunca me hospedei, mas numa pesquisa rápida aqui pareceu bem recomendado.
      Espero que aproveitem muito a viagem e quando voltarem deixem suas dicas aqui no blog!
      Abs!

  6. 3.400 pesos para duas pessoa dá pra passar 5 dias comendo, passaendo e algumas comprinhas ( tudo sem muitas regalias. ) ? levando um pouco de real caso haja necessidade

    Ahh lembrando que já ta tudo pago inclusive o city tour..

    Obrigado Guta!!

  7. Adorei as dicas sobre as notas falsas, nos serviu muito na nossa viagem a Buenos Aires…voltamos dia 08 de janeiro 2014…realmente é preciso ter muito cuidado, vimos varios turistas serem estafados…conseguir cambio atraente é muito fácil porem tambem é muito arriscado fazer cambio com os cambistas q estao na rua Florida por exemplo…é vantajoso sim levar reais e trocar por pesos no cambio paralelo, logico, tendo muito cuidado com quem fazer o cambio, pois correm muitas notas falsas na cidade…Recomendo muito a guia Karina para fazer todo tipo de passeios, traslados e shows de tango,o transfer de ida e volta eze-hotel… ela é Brasileira filha de Argentino morando a muitos anos em Buenos Aires…
    por exemplo ela consegue shows de tango por R$120,00 com tudo incluido, optamos pelo Tango Porteño a R$180,00..porem muito mais barato que em qualquer lugar, o Sr. Tango estava apenas R$5 a mais…
    os traslados do aeroporto de EZE ao hotel esta R$80,00.. muito simpática e atenta em todos os sentidos, nos passou todos os datos dela que vou compartilhar com vcs. tambem faz cambio no hotel a uma taxa exelente 3,5 no momento…
    Karina Enebelo
    kaenebelo@hotmail.com
    wats app +54 911 52288603
    nextel. 54*554*4835

  8. Muito boa as dicas do blog, parabéns !

    Gostaria de saber se tem limite de compras e de quanto é o limite de dolares que posso comprar no free shop do eizeza??

    Obrigado ! 🙂

    • Olá Estevan,
      Em qualquer lugar do mundo, a cota para brasileiros comprarem no Free Shop de um aeroporto é de US$ 500, a mesma quantidade permitida para comprar fora do país sem que haja necessidade de pagar impostos ou declarar na chegada ao Brasil.

  9. Pessoal, estou indo em julho/14. Ainda vale levar reais e dolar e comprar pesos lá ou é melhor comprar pesos em banco oficial de câmbio aqui? Aceita-se pesos argentinos com facilidade nos lugares? E VTM USdolar? alguém tem alguma notícia da aceitação?

  10. Agradeço à vcs pela página que me ajudou muuuuuuito, e pq foi através dessa página que eu conheci a KARINA ENEBELO!!!!

    Pessoa excelente, super do bem !!!! E isso é importantíssimo quando se está em outro lugar que vc não conhece absolutamente nada nem ninguém!!!!! rsrsrs Eu fui com minha família, num total de 7 pessoas, contando com criança de colo, adolescente, terceira idade, etc… e mesmo sem conhecer nada eu que coordenei nossos dias e quais passeios faríamos. Fiquei com essa responsabilidade…rsrs…

    Graças a Deus, meses antes de viajar peguei os contatos do Alejandro e de Karina aqui na página. Apesar de algumas diferenças de preços, optei em dar continuação com a Karina.

    E por ai, foram vários e-mails, watszap, Nextel, falei com ela de todas as formas, e sempre me atendia prontamente com muita simpatia e educação.

    Ela me indicou o Hotel Tribeca, que achei ótimo, se tratando de famílias com crianças, foi excelente. A rua do hotel é meio deserta, mas nada muito absurdo.

    Troquei reais com a Karina, e contratei todos os passeios também com ela.

    Cheguei a verificar os preços e as vezes tinha alguma coisa um pouco mais barato, do que com ela. Mas pra ser sincero, acho que não compensa, pq com ela eu tinha segurança no transporte, nos horários sempre pontuais, e isso conta muito.

    Gente, vc não paga nada além do justo, e ter um contato num lugar distante, não tem coisa melhor. Tudo que eu precisava ligava pra ela, que me dava várias opções.

    Minha sugestão, depois dessa experiência:

    1 – Leiam todos os comentários dessa página, façam contato com a Karina, com antecedência para que dê tempo dela te dá todas as dicas de acordo com o que vc tem em mente para fazer;

    2 – Gosto é uma coisa muito pessoal!!! Então se alguém não gostou de um passeio, ou um restaurante, não quer dizer que vc não vá gostar, ok?!

    3 – Eu li sobre os comentários de todos os passeios, e daí fiz meu próprio roteiro, em lugares que senti vontade de conhecer, e não me arrependi de nenhum!!!!!!!!!!
    O único que estava no meu roteiro e não fomos, foi na Colônia, pq como erámos 7, ficou um pouco salgado o valor.

    4 – Nós andamos bastante a pé, pegamos táxi que era bem baratinho, compramos várias lembrancinhas, fomos ao Tango Carlos Gardel, super chique, tradicional, e jantar excelente, fomos no Teimaikem (achei o máximo, apesar de estar chovendo), Delta Tigre, tour de compras, city tour, feirinhas, etc….

    Fale com Karina, diga que Aline do Rio de Janeiro indicou, e peça um desconto…hehehehe

    Bjsss galera, bom passeio!!!!!!

    • Olá Aline! Obrigada pelo seu feedback e comentário! Ficamos muito felizes que esse post e as dicas ajudaram na sua viagem.
      Só gostaria de reforçar uma coisa: as informações contidas nos comentários (como indicações de serviços de terceiros), são de inteira responsabilidade dos autores do mesmo. Não nos responsabilizamos pelas informações ali deixadas, então vale fazer como você fez mesmo para sua viagem: pesquisar muito e entrar em contato pessoalmente antes de fazer qualquer coisa e fechar algum serviço.
      Temos uma política do blog onde temos mais detalhes sobre isso: https://www.blogvambora.com.br/politica-blog/
      Obrigada novamente pelo seu relato!
      Abs!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, coloque seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui